Vice-presidente da Assembleia condena caos herdado na segurança Pública

O vice-presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB) lembrou a situação caótica da Segurança Pública no Estado herdada do governo Roseana Sarney: “Delegacias de polícia sucateadas,viaturas, armamentos e efetivo policial insuficientes e contratos pendentes. Legado da oligarquia Sarney”, disse Othelino por meio das redes sociais.

Estado brasileiro com o maior déficit de policiais por habitante, o Maranhão tem apenas 5.740 oficiais para 6.569.683 habitantes, o que significa que existe um policial para cada 1145 maranhenses. Na Polícia Civil, o número de contratados no último concurso público é 50% inferior ao número de policiais que pediram aposentadoria em 2013.

Já o colapso do Sistema Penitenciário, a desvalorização das Polícias Civil e Militar, combinados ao abandono e sucateamento de delegacias regionais e especializadas, deixou o Maranhão vulnerável a ação de quadrilhas de assalto a banco oriundas de outros e ao aumento do tráfico de entorpecentes, com aumento de homicídios e da sensação de insegurança.

Othelino chamou a atenção para os indícios de corrupção de recursos destinados ao setor: “O governo Roseana gastou cerca R$ 300 milhões do BNDES na segurança pública e ninguém sabe onde. Entregou o sistema sucateado”, completou.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.