Oficina treina técnicos da SES no combate à dengue

Será encerrada, na tarde desta quinta-feira (27), no Hotel Praia Mar, Ponta d’Areia, a Oficina de Construção/Adequação do Plano de Contingência da Dengue do Maranhão e do município de São Luís.

Os trabalhos da Oficina tiveram início nesta quarta feira (25) e têm por objetivos fomentar medidas preventivas e ações eficazes que permitam conter a transmissão da dengue, intensificando o combate ao vetor para evitar possíveis óbitos.

O Plano de Contingência contra a Dengue também propõe medidas no sentido de organizar, capacitar, facilitar, agilizar e uniformizar as ações necessárias as respostas de controle e combate aos eventos anormais.

Segundo o superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Henrique Jorge dos Santos, esta versão do Plano para o Enfrentamento da Dengue no Maranhão tem como pressuposto básico a situação epidemiológica, que registra circulação viral de três sorotipos.

“Este Plano trabalha estratégias de organização da assistência à saúde, questão ambiental/vetorial, qualificação da vigilância epidemiológica e entomológica, apoio laboratorial, ações integradas de educação, comunicação e mobilização social, saneamento e suporte legal para as ações”, disse o superintendente.

A dengue é uma doença febril aguda, de etiologia viral e de evolução benigna na forma clássica, e potencialmente grave quando se apresenta nas formas hemorrágicas e síndrome do choque da dengue.

No Maranhão, foram identificados três sorotipos (D1, D2, D3), havendo possibilidade de notificar muitos casos da doença nas formas graves, apesar da redução acentuada de casos no estado.

Além de discutir a aplicação da matriz e construção do Plano adequado às Diretrizes Nacionais para o Controle da Epidemia da Dengue, entre outros assuntos, os trabalhos da Oficina serão encerrados com reunião de gestores do estado e da capital.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.