Holanda denuncia: governo faz politicagem com a Saúde

O líder da Oposição na Assembleia Legislativa, deputado Edivaldo Holanda (PTC), declarou na manhã desta quarta-feira (26) que são cada vez maiores as evidências de que o Governo do Estado está fazendo politicagem na área da saúde. O descalabro na rede hospitalar do Estado, segundo o deputado, é fruto de uma idéia megalomaníaca do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, que, com a chancela da governadora Roseana Sarney Murad, inverteu a lógica do Sistema Único de Saúde (SUS) e deu início à construção de 78 hospitais.

“O que se assiste hoje em nosso Estado é esta perversa politicagem, que se traduz em uma versão eleitoreira para ganhar uma eleição com dinheiro público”, declarou Edivaldo Holanda, lembrando que quando Ricardo Murad assumiu a Secretaria de Saúde do Estado ele conseguiu desmontar toda a sistemática do SUS no Maranhão.

Em seu discurso, Edivaldo Holanda enfatizou que, diferentemente da governadora Roseana Sarney Murad, o então governador Jackson Lago, de forma planejada, concebeu a construção de cinco hospitais regionais para dar conta da problemática da saúde no Estado. O primeiro hospital foi construído em Presidente Dutra, inicialmente para atender 35 municípios, e hoje atende cerca de 50 municípios devido à grande necessidade de um hospital de referência na região dos Cocais.

Além do hospital regional de Presidente Dutra, estava previsto o hospital regional de Pinheiro, para onde foram alocados recursos da ordem de mais de R$ 10 milhões. Este hospital seria construído para atender todo o Alto Turi e toda a Baixada Maranhense. Outro hospital regional seria em Imperatriz, para atender toda a região Sul e Tocantina.

“Este foi o plano de um governo realizado com planejamento. Ou seja, a edificação de cinco hospitais regionais para atender o Maranhão, para desafogar São Luís, para desafogar Teresina”, frisou o líder da Oposição, assinalando ainda que os cinco hospitais regionais não seriam construídos diretamente pelo governador ou pelo secretário de Saúde, pois eram recursos transferidos para os municípios a fim de que os prefeitos administrassem as obras de edificação.

SEQUESTRO DE RECURSOS

De acordo com Edivaldo Holanda, os recursos dos convênios que o governo Jackson Lago havia destinado a dezenas de municípios já estava nas contas das prefeituras, mas após a cassação do mandato de Jackson Lago, foram seqüestrados pela governadora Roseana Sarney. Uma vez mais, o líder da Oposição manifestou sua preocupação com a construção dos hospitais anunciados por Ricardo Murad.

“Se algum hospital desses for concluído, o prefeito que se lixe, ele é que vai ter de administrar a contratação de médicos, de enfermeiros, corpo técnico, medicamentos, tudo. Coisa que o município não vai conseguir, porque é caríssimo manter um hospital desses no interior do Estado. Eles ficam com o bônus e entregam o ônus para os prefeitos”, afirmou Holanda.

Ele encerrou seu discurso com uma mensagem de esperança, dizendo que o povo dará resposta nas urnas a tanto descalabro. “As forças da Oposição começam a se alinhar, começam a se preparar para a grande marcha da vitória, da libertação outra vez deste Estado e desta vez sem interrupção judicial. Chega de pouca vergonha!”, enfatizou o deputado.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.