Helena quer atitude das autoridades em relação à pedofilia

Em aparte ao deputado Penaldon Jorge (PSC), a deputada Helena Barros Heluy (PT) parabenizou o esforço dos membros da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga crimes de pedofilia no Maranhão. Helena questionou o que será feito, a partir de agora, com as informações colhidas durante a CPI e qual a responsabilidade das autoridades, incluindo o Legislativo.

“Como é que nós, parlamentares, estamos realmente ouvindo e assistindo estas realidades? Os passos que vamos ter que fazer acontecer, pelo menos aqui, no Maranhão”, indagou.

A parlamentar afirmou que os trabalhos da CPI conseguiram ir além do que a sociedade pensava e salientou que permanece com a preocupação de “como mexer realmente na mentalidade das pessoas”.

A deputada destacou também o trabalho dos Conselhos Tutelares e das Varas da Infância e Adolescência mostrando a realidade de crianças e adolescentes maranhenses sujeitos a várias situações de violência e disse que o objetivo não é apenas discutir ou investigar os casos, mas mudar a realidade a partir das causas e consequências dos casos de pedofilia.

Ela questionou também se houve conivência ou omissão no caso, por exemplo, das duas filhas que engravidaram do próprio pai.

“Será que ninguém sabia de tais fatos, naquelas comunidades? Como é que eram feitos os registros de nascimento dessas crianças? Onde? Como? Quem era pai? Quem era avô? Fico imaginando até onde pode haver conivência, tanto pela ação, como pela omissão, também, que vai continuar existindo, não apenas em Pinheiro, Barão de Grajaú, em São Luís, e com um dado: nas mais diversas camadas da sociedade, também, dizem à boca pequena por aí”, observou a deputada.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.