Tatá Milhomem defende reforma em regimento da Casa

O deputado Carlos Alberto Milhomem (DEM) defendeu, na sessão desta quinta-feira (15), a proposta de reforma do Regime Interno da Assembléia Legislativa para assegurar aos parlamentares estaduais o direito de tirar licença para tratar de assuntos particulares, sem ônus para a Casa. Ele ressaltou que esse benefício já vigora na Câmara Federal e no Senado.

“O deputado tem o direito de pedir licença para tratar de assuntos particulares, sem ônus para esta Casa. Isso é um direito universal, até nas empresas particulares as pessoas podem pedir licença para tratar de assuntos particulares, sem nenhum ônus. O que se tenta fazer é minimizar a concessão de licença médica”, justificou ele.

Segundo Milhomem, com a aprovação da proposta a Assembléia ficaria com quorum legítimo, sem ter que gastar recursos extras. “O deputado Edivaldo Holanda não esclarece a minha proposta quando critica a concessão de licenças. Ele deixa a dúvida para que os menos avisados achem que a Assembleia é um culto evangélico administrado por ele”, finalizou.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.