Funcionários do Ministério da Fazenda anunciam greve no Maranhão

A partir desta quinta-feira (26), servidores administrativos do Ministério da Fazenda entram em greve no Maranhão. O movimento é nacional e os servidores irão parar todas as terças e quintas-feiras, durante 60 dias, iniciando amanhã. Durante os dias de paralisação, alguns serviços como emissão da segunda via de recibos e regularização do CPF estarão indisponíveis.

Os servidores, liderados pelo Sindicato Nacional dos Servidores Administrativos do Ministério da Fazenda – Sindfazenda, reivindicam a criação de suporte da Receita Federal do Brasil- RFB e a criação da carreira Fazendária, em atendimento ao preceito constitucional contido no art 37, incisos XXII e XVII e aprovação do PL 6788/17, que resolve a questão de legalidade no corpo funcional da RFB, com a criação de carreira de suporte.

A representante regional do Sindfazenda no Maranhão, Lissandra Fonseca, afirma que a reivindicação acontece porque existem muitos cargos que foram extintos e que não tiveram atribuição atualizada na estrutura do órgão. Segundo ela, 30 funcionários já confirmaram a adesão ao movimento.

Os temas reivindicados seriam discutidos no Comitê Provisório, que deveria ter sido criado até março de 2017- pelo Ministério do Planejamento, conforme acordo 13/2015 firmado com o Sindfazenda. “ Esse acordo não está sendo cumprindo, apesar das inúmeras tentativas de encaminhamento por parte do sindicato, não restando outra saída se não o movimento paredista”. Destacou o presidente do Sindfazenda, Luis Roberto da Silva.

Este é o primeiro movimento paredista realizado pelo Sindfazenda e, segundo a diretoria da entidade, este é o último recurso utilizado, visto que não foi cumprido o acordo por parte do governo federal.

Questionados sobre o movimento, o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) e a Receita Federal apontaram que não se manifestam sobre protesto de servidores.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.