Deputados acusam Caixa Econômica Federal de maltratar clientes

Os deputados Vitor Mendes (PV), Rigo Teles (PV) e Penaldon Jorge (PSC) denunciaram nesta segunda-feira (15), da tribuna da Assembleia Legislativa, o desrespeito com que a Caixa Econômica de Pinheiro trata seus clientes e a população de toda região da Baixada, que diariamente precisam de seus serviços. O deputado Victor Mendes disse que não ficará só nas palavras e que acionará a Justiça para que a Caixa tome providências concretas no sentido de resolver o problema.

O primeiro a fazer a denúncia foi o deputado Victor Mendes. Segundo o parlamentar, a situação das pessoas que precisam diariamente dos serviços da Caixa é de humilhação e que chega a ser desumano. O deputado passou de mão em mão fotos que revelam o flagrante desrespeito com a pessoa humana e a triste realidade do dia-a-dia de quem busca os serviços da Caixa Econômica Federal de Pinheiro. As fotos mostravam filas gigantescas do lado de fora do banco, que começam a se formar ainda de madrugada e que mais parecem as filas do SUS.

“Essa desumanidade começa de madrugada e vai até quase três, quatro horas da tarde, essas pessoas às vezes tem o dinheiro da passagem, não tem dinheiro para comer, não tem dinheiro para um cafezinho, passam fome na fila sob o sol, e a fila, acho que na última foto, ela dobra o canto”, relata Mendes.

De acordo com o parlamentar, a Caixa Econômica Federal de Pinheiro não suporta a grande demanda, já que é responsável pelo atendimento de pelo menos 15 municípios da região da Baixada. Ele explica ainda que apesar dos serviços de casas lotéricas e de alguns postos avançados da Caixa, tudo converge para a Caixa de Pinheiro. Depois de algumas denúncias ficou a promessa da construção de uma grande agência em Viana, o que nunca aconteceu.

Victor Mendes disse que o problema já vem sendo denunciado por ele desde 2008 e até agora nada foi feito. “O que existe é apenas uma promessa de reforma e ampliação que já se arrasta por dois anos”.

O deputado Rigo Teles aproveitou as denúncias contra a Caixa Econômica Federal para registrar o Dia do Consumidor. O parlamentar disse que infelizmente essa é uma prática de muitos bancos privados ou do governo, como Banco do Brasil, Basa, Caixa Econômica, BNB e outros.

Rigo Teles sugeriu ao deputado Victor Mendes que leve o problema da Caixa, de Pinheiro, ao superintendente regional José Carlos, que segundo Rigo Teles, representa muito bem a Caixa Econômica no Maranhão, e que não deve ter conhecimento da gravidade do caso, que para o parlamentar é de “desumanidade para com as pessoas mais necessitadas, pessoas que não têm como chegar à Caixa Econômica a não ser através de uma fila, e que enfrenta uma fila nessas condições precárias para que possam ser atendidas pela Caixa Econômica Federal ou por qualquer agência bancária, dentre elas, as agências bancárias do nosso Estado”.

Para o deputado Penaldon Jorge, o problema é grave e merece a atenção de todos. Segundo o deputado do PSC, o assunto incomoda há muito tempo. “Há mais de uma década, que a Caixa Econômica de Pinheiro funciona no mesmo prédio de maneira precária e com um péssimo serviço e durante esse tempo ainda não conseguiu dar uma resposta para a sociedade e para seus consumidores”, afirmou.

Penaldon disse que na semana passada esteve com o gerente da Caixa de Pinheiro, o senhor Abdias, que o levou para olhar as instalações do que está feito, e constatou o grande atraso nas obras. “É uma obra que está se arrastando há mais de dois anos. Eles compraram uma área significativa no fundo do prédio onde funciona a Caixa, a empresa não conseguiu colocar dentro do cronograma físico para que fosse executado”.

Presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, o deputado Penaldon Jorge, informou que a Assembleia designará a comissão para verificar in loco a triste situação da população que precisa usar os serviços da Caixa Econômica de Pinheiro.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.