Cresce o numero casos de microcefalia no Maranhão

O Estado do Maranhão registrou até o momento 28 casos confirmados de microcefalia, segundo relatório divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), nesta sexta-feira (4). Destes, três são relacionados à ocorrência de Zika vírus entre mulheres gestantes. Outros casos do tipo estão sendo investigados no Estado.

São Luís concentra o maior número de casos de microcefalia do estado, com dez dos 28 registros confirmados. Santa Inês e Imperatriz são as outras cidades maranhenses com maior número de confirmações de microcefalia.

O relatório aponta ainda ocorrências nas cidades de Coroatá, São Francisco do Brejão, Buriticupu, São José de Ribamar, Barra do Corda, Dom Pedro, Caxias, Chapadinha, Urbano Santos, Davinópolis, São João dos Patos, Codó e São Domingos do Azeitão.

Apesar do surgimento de novos casos confirmados, o secretário de Saúde, Marcos Pacheco, descartou surto de microcefalia no Maranhão. No último relatório divulgado no dia 30 de novembro, a SES havia contabilizado 16 casos de microcefalia no estado.

Zika vírus e microcefalia

Após casos relacionados de zika vírus com microcefalia, que colocou a região Nordeste em estado de alerta, a Prefeitura de São Luís anunciou que vai ampliar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti.

O primeiro caso confirmado da doença responsável pela microcefalia o primeiro caso de febre pelo vírus Zika foi confirmado em junho de 2015, no município de Gonçalves Dias.

Visitas domiciliares serão intensificadas nos 342 bairros da cidade com o objetivo de conscientizar e sensibilizar a população sobre os riscos da proliferação do mosquito.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.