Unidade plena do Iema é entregue a estudantes de Timon neste mês de março

Dando continuidade à política de ampliação do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), o Governo do Maranhão inaugura a primeira unidade plena de Timon. Com a nova escola, os estudantes do município vão ter acesso ao ensino médio e à formação técnica de forma simultânea, por meio do regime de educação integral.

A unidade plena de Timon é a última entrega de uma agenda de inaugurações do Iema realizada neste início de ano pelo governador Flávio Dino, que resultou em inaugurações recentes, no mês de fevereiro, nas cidades Axixá (20), Coroatá (21) e São José de Ribamar (23).

Com as novas unidades plenas, a oferta de educação integral triplicou em relação ao ano passado, quando só haviam escolas semelhantes em São Luís, Bacabeira e Pindaré-Mirim. Construídas em parceria com as secretarias estaduais da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e Infraestrutura (Sinfra), as sete escolas iniciam o ano letivo no próximo dia 6 de março, com 1.050 vagas.

Cada unidade plena irá disponibilizar 160 vagas, distribuída de acordo com a demanda de matrículas em cada curso técnico oferecido. No Iema Timon, serão duas turmas com 40 alunos cada para o curso de Serviços Jurídicos, uma turma de 40 alunos para Equipamentos Biomédicos e uma turma de 40 alunos para Informática Biomédica.

Os cursos técnicos para a área Biomédica são uma inovação no estado e foram implantados após pesquisa de mercado e diálogo com a comunidade de Timon, por meio de audiências públicas.

“O curso de Equipamentos Biomédicos está ligado a uma área de grande necessidade que é a formação de técnicos para manutenção de equipamentos utilizados em clínicas, hospitais e centros de saúde”, informou o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Jhonatan Almada.

“Os cursos de Equipamentos Biomédicos e Informática Biomédica são necessários pela enorme demanda de profissionais não só no Maranhão como em Teresina, que está muito próxima de Timon. Nossa preocupação é, não só gerar profissionais capacitados para o nosso estado, mas gerar emprego e renda para eles, visando a demanda da capital vizinha, Teresina”, explicou o Pró-reitor de Ensino do Iema, Elinaldo Silva.

Infraestrutura e investimentos

Bem equipadas, as novas unidades plenas do Iema dispõem de moderna infraestrutura, com salas de aula, laboratórios, biblioteca, auditório e quadra poliesportiva. Os prédios contam, ainda, com refeitórios para os alunos fazerem as três refeições nos dias de aula, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

Para manter o funcionamento das escolas, o Governo do Estado investirá, mensalmente, uma média de R$ 243 mil por unidade plena. O que significa que, no período de um ano, serão aplicados R$ 20,3 milhões nas sete unidades. Os investimentos continuam até 2018, quando o governo pretende alcançar a meta de 23 unidades do Iema entregues à população maranhense.

FONTE: GOVERNO DO ESTADO

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.