Seminário do Imesc aborda temas sobre Território e Desenvolvimento

Economistas, geógrafos, entre outros pesquisadores do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc) apresentaram, na quarta-feira (30), estudos socioeconômicos e regionais durante o Seminário Território e Desenvolvimento no Maranhão, que aconteceu no prédio do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), no Centro Histórico de São Luís. Várias autoridades foram homenageadas, entre as quais, o governador Flávio Dino.

 

O Seminário, que reuniu pesquisadores e autoridades governamentais, discutiu conteúdos e efetividades do combate à pobreza, rumos e perspectivas da produção econômica do Estado, caminhos e possibilidades da gestão urbana e ambiental.

 

Para o presidente do Instituto, Felipe de Holanda, o evento foi importante para a discussão das mudanças realizadas com a construção de indicadores sociais. “Fizemos o monitoramento e avaliação de várias políticas centrais do Estado, a exemplo do Mais IDH e do Sistema Estadual de Produção e Abastecimento. Temos sido bastante desafiados e estamos cumprindo um papel de suma importância no que diz respeito à produção de informações, estudos e pesquisas para o sistema de planejamento do Estado”, apontou.

 

Pela manhã, foram realizadas duas mesas redondas que trataram sobre as políticas de combate à pobreza no Maranhão e os desafios do planejamento e da gestão ambiental no Maranhão. Na oportunidade, a economista do Imesc, Talita Nascimento, retratou a pobreza do Maranhão e suas formas de enfrentamento em dados estatísticos.

 

Iniciando a programação da tarde, o economista Dionatan Carvalho apresentou a palestra “Mudanças na Matriz Produtiva do Maranhão”, que abordou o cenário econômico do Estado, enquanto o presidente do Imesc, Felipe de Holanda, ministrou a palestra ‘Desafios do desenvolvimento econômico maranhense’. “A ideia dessa mesa é olhar para essa nova estrutura produtiva que o Maranhão desenvolveu ao longo desta década”, apontou o pesquisador aos mais de 200 inscritos no evento.

 

O Imesc, também, levou ao seminário o trabalho que o órgão desenvolve na Regionalização do Maranhão, com as palestras do professor Frederico Lago Burnett, “Proposta de Regionalização do Maranhão” e do geógrafo Josiel Ribeiro Ferreira, “Desafios para atualização dos limites municipais do Maranhão”.

 

“O Imesc possui 183 solicitações de revisão de divisas de diversos municípios. Cabe ao Instituto produzir e manter atualizada a Base Cartográfica do estado e o Projeto de Atualização Cartográfica dos Municípios do Estado do Maranhão é uma das ações que delega aos Estados a responsabilidade pelos atos que consolidam a divisão político-administrativa de seus municípios”, frisou Josiel Ribeiro Ferreira.

 

O secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, participou do Seminário ministrando a palestra “Matriz de desenvolvimento econômico regional e estratégias de desenvolvimento humano”.

 

O chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, participou do evento representando o governador Flávio Dino, e falou sobre o papel do Imesc no Governo do Estado. “O Estado tem políticas públicas importantes que precisam ser avaliadas, e quem faz isso com muita competência é o Imesc. O Instituto mostra onde o Estado acerta e onde não acerta nas suas políticas públicas. Então, valorizar o Imesc é ao mesmo tempo dotar o Estado de condições para a avaliação de seus gestos e atos”, argumentou.

 

Homenagens

 

Como parte da programação e da comemoração dos 10 anos do Instituto, o Imesc homenageou, com a entrega de placas de homenagem, cinco personalidades e instituições que contribuíram significativamente para o desenvolvimento do órgão,entre os quais, o governador Flávio Dino, que foi representado pelo chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares. O governador foi homenageado por sua visão inspiradora e pelo apoio imprescindível ao fortalecimento do Instituto como polo gerador de estudos e informações para o planejamento e para o debate qualificado sobre as políticas públicas e o desenvolvimento do Estado do Maranhão.

 

Também foram homenageados José Ribamar Trovão (pesquisador do Instituto, pela dedicação nos estudos e pesquisas desenvolvidas no Instituto ao longo dos anos) e José Reinaldo Tavares, representado por João Batista Matos, pela visão estratégica de propor e apoiar de maneira decisiva a lei de criação do Instituto;

 

O ex-governador Jackson Lago (in memoriam), representado pela sua esposa, a senhora Clay Lago, por ter proporcionado ao Instituto os primeiros desafios no apoio ao planejamento estadual. Homenagem, também, ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), representado pelo analista João Ricardo Costa Silva, pelo apoio e disposição para a cooperação institucional.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.