Semana do Bebê de São Luís abordará ações de saúde para a primeira infância

Com o tema “Ações de Saúde para a Primeira Infância”, a Prefeitura de São Luís, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), realiza a 2ª Semana do Bebê de São Luís, a partir desta segunda-feira (20) até o dia 25. As ações serão coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), que inicia as atividades com um piquenique e um mamaço na Unidade de Educação Básica Mário Pereira, localizada na BR- 135 nº 23 – Vila Sarney.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, a Semana tem o objetivo de fortalecer as ações de saúde materno-infantil. “Iremos desenvolver atividades para promover a conscientização de profissionais de saúde, mães e comunidade em geral sobre a importância dos cuidados na primeira infância”, declarou.

Durante a Semana do Bebê de São Luís serão realizados diversos encontros, palestras e oficinas na área da educação, saúde e cidadania. Estarão presentes especialistas em saúde, representantes de ONGs, gestores públicos, famílias e adolescentes, com a proposta de melhorar a qualidade e condições de educação na faixa etária de zero a seis anos.

A programação da Semana do Bebê inclui ainda a entrega simbólica da faixa de prefeito para o primeiro bebê nascido a partir da zero hora do dia 20.

SALA DE AMAMENTAÇÃOunnamed

Como parte da programação, a Prefeitura de São Luís entrega a primeira Sala de Apoio à Mulher Trabalhadora que Amamenta, instalada na Unidade Mista do São Bernardo.

As Salas de Apoio à Amamentação são destinadas às mulheres que trabalham e precisam continuar amamentando no retorno da licença maternidade. Elas são estruturadas em atendimento à recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que preconiza o leite materno como alimentação exclusiva do bebê até os seis meses de vida.

A sala vai atender às mães que são funcionárias da unidade de saúde, às que estão internadas ou são acompanhantes de pacientes, além das mães das comunidades próximas à Unidade Mista.

Segundo a coordenadora de Assistência Materno Infantil, Graça Lima, o novo espaço oferece todas as condições para realizar a amamentação. “A sala é um ambiente onde a mulher, com conforto, privacidade e segurança, poderá esvaziar as mamas, armazenando seu leite em frascos previamente esterilizados para, em outro momento, oferecê-lo ao bebê”, afirmou.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.