Prefeitura descentraliza atendimento social do Bolsa Família para 20 Cras

Os atendimentos do programa Bolsa Família serão realizados nas unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) da capital. São 20 postos à disposição dos beneficiários em bairros estratégicos da capital. A descentralização é organizada pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) e tem como objetivo facilitar o acesso dos cadastrados aos serviços do programa.

Os usuários não precisarão mais ir até a sede da secretaria, devendo se dirigir ao Cras no seu próprio bairro, ressalta a titular da Semcas, Andreia Lauande. “Essa facilidade atende uma determinação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, que prioriza a comodidade e bem estar da população que precisa desta ação”, reitera.

Um dos grandes benefícios da descentralização é o conforto ao usuário, que passa a ter o atendimento perto de casa. Os serviços estão disponíveis nos Cras do Centro, Forquilha, Liberdade, Cidade Operária, João de Deus e São Francisco, inicialmente. Nestes locais, é possível realizar atualização cadastral, desbloqueio do cartão, revisão e averiguação e os demais serviços antes oferecidos na antiga central.

Os espaços utilizam a tecnologia de fibra ótica para acessar à internet – indispensável ao sistema do CadÚnico. A partir de agosto, os atendimentos estarão disponíveis nos Cras do Coroadinho, Vila Bacanga, Anil, Vila Palmeira, São Raimundo, Cidade Olímpica, Sol e Mar, Maracanã, Anjo da Guarda, Vila Nova, Estiva, Bairro de Fátima, Vicente Fialho e Janaína.

“Ter esse atendimento perto de casa é muito bom, porque a gente não precisa sair muito cedo, inclusive pode tomar café ou almoçar antes de ir e ser atendido com mais tranquilidade”, relata a dona de casa Darclay Costa Santos.

Ela mora no Distrito Industrial, zona rural, e comemora o atendimento facilitado ao programa. São Luís tem 134 mil famílias inscritas no CadÚnico, que dá acesso ao Bolsa Família e mais 17 programas federais de transferência de renda. Entre estes, o Peti, isenção de taxa de inscrição em concurso público, tarifa social de energia elétrica e o Pronatec.

O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda para famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. Faz parte do Plano Brasil Sem Miséria, do Governo Federal, e tem como principal critério o atendimento a famílias com renda per capita inferior a R$ 77 mensais. O programa promove a transferência de renda e dá acesso a direitos sociais básicos como educação, saúde e assistência social na expectativa que os atendidos superem a situação de vulnerabilidade. Em todo o Brasil, mais de 13,9 milhões de famílias são atendidas pelo programa.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.