Polícia investiga assassinato de pedreiro no Parque Brasil

A Delegacia de Homicídios investiga se a morte do pedreiro Raimundo Mendes da Silva, 50 anos, foi um latrocínio (roubo seguido de morte) ou execução. Familiares da vítima relataram que ele vinha sofrendo ameaças de morte e que travava disputa por uma casa com a companheira, principal testemunha do caso. Os dois estavam em processo de separação.

O pedreiro foi morto com três tiros na cabeça e ainda teve a orelha cortada. A companheira relatou que três homens encapuzados invadiram a residência e anunciaram o assalto, inclusive, ameaçando os moradores de morte.

Raimundo não teve chances de defesa. Desde que começou a ser ameaçado, ele passou a portar uma arma branca que não chegou a ser usada.

Os suspeitos invadiram a residência (objeto da disputa com a companheira) por volta das 23h, do último sábado (23). A companheira da vítima não soube informar se foi roubado algo da casa ou da vítima.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.