Policia desarticula esquema que fraudava seguro DPVAT

Foto: Reprodução

 Dois dias após a fraude no Departamento de Trânsito (Detran) vir à tona, outro esquema de corrupção foi revelado pela polícia. Desta vez, a fraude investigada era realizada na emissão de laudos do Instituto Médico Legal (IML) de São Luís para recebimento do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT). A operação, iniciada na manhã desta quarta-feira (7), foi batizada de Asclépio.

De acordo com a Polícia Civil, na primeira fase da operação, três médicos estão sendo investigados. Um deles, o médico Iomar Ferreira dos Santos, já foi preso preventivamente. Já o médico legista Hugo Djalma Costa Segundo foi afastado judicialmente do cargo e impedido de exercer suas funções. Três mandados de busca e apreensão também foram cumpridos nas casas dos médicos investigados. Todos eles são investigados por corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica e material.

Segundo o delegado Márcio Dominici, que preside a comissão de investigação de fraudes do seguro DPVAT, o esquema de corrupção é realizado desde 2013. Os médicos assinavam laudos que registravam, em vítimas de acidentes, lesões mais graves do que, realmente, elas teriam tido. “O esquema acontece, porque quanto mais grave é a lesão, maior é o valor recebido. O dinheiro era dividido entre a quadrilha e a pessoa. Estamos falando de 20, 25 mil reais”, explicou o delegado.

Ainda de acordo com a polícia, o esquema no seguro DPVAT ocorre em todo o Maranhão. “É um esquema que funciona em todo o Estado. Agora, nós vamos analisar os documentos e avaliar a necessidade de novas prisões”, completou o delegado.

Fonte: Imirante

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.