PDF promovem encontro de negócios Porto São Luís

Foi realizado nesta terça-feira (30), o Encontro de Negócios Porto São Luís, para mostrar às empresas locais a possibilidade de fazer novos negócios, com o início das obras do novo porto.

Promovido pelo Governo do Estado, Fiema e Sindicato as Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão (Sinduscon/MA) por meio do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF), o Encontro de Negócios fez o primeiro contato dos empresários locais com a equipe de suprimento da Rota Nordeste–EPC Associados, empresa responsável pela construção do Porto São Luís.

A construção do Porto São Luís faz parte da política de atração de investimentos desenvolvida desde 2015 pela gestão Flávio Dino e renderá, em sua primeira etapa, investimento de R$ 800 milhões e a geração de aproximadamente cinco mil empregos. O projeto total é orçado em aproximadamente R$ 1,7 bilhão.

“Nosso papel é apoiar, incentivar oportunidades para empresários, empresas e trabalhadores do Maranhão. Com esse intercâmbio entre fornecedores e empresas locais, contribuímos para a geração de emprego, renda e desenvolvimento, aliado ao trabalho de atração de investimentos”, destaca o secretário da Seinc, Expedito Rodrigues.

Na ocasião, os fornecedores do Maranhão poderão interagir também com as apoiadoras e mantenedoras do PDF, que é considerado um instrumento estratégico de articulação entre o poder público e a iniciativa privada. O PDF foi criado em 1999 pelo Governo do Maranhão e é desenvolvido por meio de gestão compartilhada entre a Fiema e Secretaria de Indústria, Comércio e Energia.

“As empresas tiveram a oportunidade de conhecer a indústria do Maranhão e o que nós temos para ofertar. O Maranhão tem grandes e boas empresas, e quem habilitação e qualidade. Fizemos um formato para também com mantenedoras e apoiadoras do PDF”, sublinhou o presidente do Sinduscon, Fábio Nahuz.

Porto São Luís

A primeira parte da obra do Porto São Luís foi iniciada no início do ano, na comunidade Cajueiro, região da Vila Maranhão, na capital maranhense. Com o investimento de R$ 800 milhões, a previsão é que a primeira fase seja concluída em quatro anos. O pico da obra é previsto para ocorrer entre junho de 2019 e abril de 2021. O Porto São Luís será um dos maiores portos a granel do Brasil.

O Porto São Luís alia investimentos da empresa China Communications Construction Company (CCCC), detentora de 51% do empreendimento, e sócios brasileiros como a WPR, braço do Grupo WTorre, com os outros 49% das ações.

A capacidade de movimentação do novo terminal é de cerca de dez milhões de toneladas por ano – sendo sete milhões de soja e milho, 1,5 milhão de fertilizantes, 1,5 milhão de carga geral e 1,8 milhão metros cúbicos de derivados de petróleo. O investimento do Porto é de aproximadamente 2 milhões.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.