Pacientes renais protestam em Pinheiro por falta de clínica de hemodiálise

Pacientes renais crônicos da cidade de Pinheiro, a 341 km de São Luís, fizeram um protesto nesta quarta-feira (25) pela falta de uma clínica de hemodiálise na cidade. Os pacientes e parentes começaram o protesto no centro da cidade com faixas e panfletos com pedido de socorro e depois seguiram até as obras do centro de hemodiálise.

Pacientes renais crônicos de Pinheiro protestaram pela falta de uma clínica de hemodiálise na cidade. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Pacientes renais crônicos de Pinheiro protestaram pela falta de uma clínica de hemodiálise na cidade. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Já foram liberados 6,8 milhões de reais em 2014 para a construção de clínicas de hemodiálise em sete cidades diferentes, inclusive em Pinheiro. Mas a clínica que deveria ter sido inaugurada em 2015 ainda está em obras.

No interior do Maranhão, pacientes que precisam de hemodiálise tem sofrido com uma rotina desgastante pela falta de clínicas. Em municípios distantes é preciso fazer longas viagens para garantir a sobrevivência com o tratamento de hemodiálise em São Luís, sendo que clínicas em cidades próximas já deveriam ser entregues.

Quem mora em Pinheiro precisa fazer uma viagem de seis horas em uma van, entre ida e volta, e ainda tem que pegar ferry boat para chegar em São Luís.

Van com pacientes renais crônicos de Pinheiro em ferry boat para chegar em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Van com pacientes renais crônicos de Pinheiro em ferry boat para chegar em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.