No Nordeste, Haddad faz proposta para Bolsa Família e gás de cozinha

O candidato do PT à presidência da República, Fernando Haddad, prometeu neste domingo (21), caso seja eleito, um reajuste de 20% nos benefícios do Bolsa Família e um teto de R$ 49 para o preço do botijão de gás de cozinha. Segundo Haddad, as duas medidas entrariam em vigor em janeiro, primeiro mês do futuro governo.

Haddad dedicou o fim de semana à campanha no Nordeste. Após o primeiro turno, foi a primeira visita dele à região, onde venceu em todos os estados à exceção do Ceará. No sábado, o candidato esteve em Fortaleza, Juazeiro e Crato, no Ceará, e em Picos, no Piauí. Neste domingo, participou pela manhã de atividades de campanha em São Luís – onde fez uma caminhada e um ato na Praça do Coreto – antes de voltar para São Paulo.

Ele argumentou que o aumento de 20% para os benefícios do Bolsa Família é necessário porque, segundo disse, a inflação é mais elevada para os mais pobres.

“Bolsa Família, em janeiro, 20% de acréscimo no Bolsa Família. Porque as famílias estão sofrendo muito. Quem tem hoje um benefício de R$ 200, vai passar, em janeiro, para um benefício de R$ 240. Para enfrentar a carestia. A inflação de quem ganha pouco é mais alta”, disse.

Sobre o preço do gás de cozinha, afirmou que, a partir de 1º de janeiro de 2019, o botijão não poderá custar mais de R$ 49. De acordo com o mais recente levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, divulgado neste domingo, o menor preço médio para o consumidor no período entre os últimos dias 14 e 20 era de R$ 62,61, no Maranhão, e o maior, R$ 83,84, no Tocantins.

“Em 1º de janeiro vamos tomar uma medida e em nenhum lugar do país o gás vai poder custar mais de R$ 49”, disse Fernando Haddad.

Haddad chegou ao bairro Anil, em São Luís, por volta das 9h30 deste domingo. Ele partiu da Praça do Coreto e andou por alguns minutos pelo bairro

Depois, subiu em um carro onde também estavam o governador Flávio Dino (PCdoB), a presidente do PT, a senadora e deputada eleita Gleisi Hoffmann (PR), e o deputado e senador eleito Weverton Rocha (PDT-MA) até parar no bairro Pão de Açúcar, onde discursou em um comício.

FONTE G1

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.