Mutirão odontológico do Sorrir entrega mais de 200 próteses dentárias

Mais de 200 maranhenses estão sorrindo sem vergonha de mostrar os dentes. Eles receberam novas próteses dentárias, beneficiados pelo mutirão da Unidade de Especialidades Odontológicas – Sorrir, em São Luís, realizado pela Secretaria de Estado da Saúde neste sábado (25). Os atendimentos começaram em dezembro; no total, foram cinco mutirões.

A secretária adjunta de Assistência à Saúde da SES, Carmen Belfort, acompanhou a entrega das próteses e disse que políticas públicas bem conduzidas só geram satisfação. “O Governo do Estado está trazendo sorriso ao rosto das pessoas, através de uma parceria do Poder Executivo e Poder Legislativo. É possível a gente trazer novamente a alegria ao rosto de muitos maranhenses, que não conseguiam nem falar direito. O sorriso representa humor, alegria, bem-estar das pessoas. Trazer o sorriso das pessoas é trazer melhorias na qualidade de vida para cada uma dessas pessoas”, afirmou.

O mutirão odontológico teve início em dezembro do ano passado e aconteceu também em todos os sábados de janeiro. Os recursos foram viabilizados via emenda parlamentar, destinada pelo deputado estadual Duarte Júnior.

Raimundo Castro, de 78 anos, morador do Maiobão, passou mais de 20 anos sem os dentes e disse estar muito feliz em poder recuperar a dignidade. “Faz mais de 20 anos que estou sem dentes. Não tinha dinheiro para fazer isso”, explicou. 

Durante o mutirão, foram executadas cirurgias, extração de dentes, limpeza, restauração, confecção de 500 próteses, sendo 200 próteses parciais removíveis (PPR) e 300 próteses totais, além de biópsia para identificação do câncer de boca. Nesta última etapa, os pacientes receberam as próteses dentárias.

Francisco Chagas Rocha, de 66 anos e morador de São José de Ribamar, perdeu os dentes em consequência da diabetes. “Estou muito feliz. Passei três anos tentando botar a prótese, mas só agora no mutirão eu consegui realizar esse sonho. Estou fazendo o acompanhamento desde o primeiro dia”, afirmou.

“A gente sabe que o índice de desdentados no nosso estado é muito grande. Então, a gente fez essa campanha para diminuir esse indicador e proporcionar uma melhora na qualidade de vida desses pacientes, que muitas vezes não têm a quem recorrer. Estamos muito satisfeitos em realizar esse mutirão”, afirmou Adriana Leal, diretora clínica da unidade.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.