Mulher admite ter matado mãe e irmã no México

Uma jovem de 19 anos, filha de uma mulher russa, confessou ter matado sua mãe e uma irmã de 12 anos, porque achou que as duas estavam fazendo bruxarias contra ele, disseram na segunda (15) promotores de Baja California, no México.

Um funcionário da procuradoria, cujo nome não pode ser citado por falta de autorização, disse que a filha mais velha ainda não havia sido detida porque a polícia estava aguardando um pedido formal de prisão.
A suposta culpada foi identificada como Anastásia Lechtchenko, mas a embaixada russa na Cidade do México não confirmou o nome.
O funcionário da procuradoria disse que a jovem falou aos investigadores que planejou e cometeu o crime sem cúmplices, mas que as circunstâncias dos homicídios ainda estavam sob investigação.

Os corpos desmembrados da mãe, de 45 anos, e de sua filha mais nova, foram encontrados na semana passada em sacos plásticos, em sua casa em Playas de Tijuana, a cerca de um quilômetro da fronteira com os Estados Unidos. Os corpos em estado de decomposição foram descobertos quando a polícia atendeu a chamados reclamando de um odor pútrido vindo da garagem.

Em um comunicado na quinta, procuradores disseram que duas pessoas estavam sendo interrogadas e que “o ambiente familiar pode ter sido a causa”.

Na segunda (15), o funcionário da procuradoria descreveu um relacionamento difícil e rebelde entre a mãe e sua filha mais velha pelo menos nos últimos cinco anos. A jovem saiu de casa ao menos três vezes e supostamente se envolveu com usuários de drogas, disse o funcionário.

Em uma ocasião, os pais deram queixa de desaparecimento da filha, que havia ido com amigos para o estado vizinho de Sinaloa, que é conhecido por suas gangues de traficantes, mas a polícia não pode força-la a retornar porque ela já era maior de idade na época, disse o funcionário da procuradoria.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.