Morre aos 92 anos o ator Jorge Dória

Morreu na tarde desta quarta-feira (6), às 15h05m, o ator Jorge Dória, aos 92 anos. Ele estava internado desde o final de setembro na CTI do Hospital Barra D’or, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde tratava uma infecção respiratória.

Há dias ele respirava com a ajuda de aparelhos, segundo informou sua esposa, Isabel Gaspariam. Na terça-feira (5), seu estado de saúde se agravou e a equipe médica teve que aumentar as doses de medicamentos para manter sua pressão arterial, já que ele teve uma piora significativa.

A assessoria de imprensa do hospital informou  que Dória sofreu complicações cariorespiratórias e renais das quais não resistiu.

Há nove anos Dória sofreu um derrame cerebral e desde então está de cama.

Ator de destaque na comédia, seu último papel na telinha foi no humorístico Zorra Total, da Globo, em 2005.

Ainda não foram divulgados dados sobre velório e sepultamento do corpo do ator.

Trajetória

Jorge Pires Ferreira nasceu no Rio de Janeiro em 12 de dezembro de 1920. Filho de militar, teve educação rígida, direcionada para seguir a tradição familiar, mas com a morte do pai optou por sua verdadeira vocação: o teatro. Passou a assinar Jorge Dória, homenageando o amigo Leoni Dória Machado, com quem escreveu As Pernas da Herdeira (1951), peça em que estreou como ator sob a direção de Esther Leão, na Companhia da vedete Zaquia Jorge. No cinema sua estreia foi no filme Mãe (1948), dirigido por Theófilo de Barros Filho para a Cinédia. Em 1952, entrou para a Companhia de Eva Todor com a peça A Amiga da Onça. Durante toda sua trajetória, acumulou em seu currículo várias participações em filmes, novelas e séries.

Em 1974 foi o protagonista da primeira montagem de A Gaiola das Loucas, no teatro. Na TV, mostrou seu talento na extinta TV Tupi, em 1953, na novela Delícias da vida Conjugal. Já na TV Rio, esteve no elenco de E nós, Aonde Vamos?, na época em que já era um ator consagrado no cinema e no teatro. Ainda no Teatro, vale ressaltar seu trabalho em O Avarento, Escola de Mulheres, A  Presidenta, A Morte do Caixeiro Viajante.

Além de atuar, também assinou o roteiro de filmes como O Assalto ao Trem Pagador, Como é Boa a Nossa Empregada, A Dama do Lotação, Perdoa-me por me Traíres, entre outros.

Em 1972, deu vida ao primeiro Lineu, de A Grande Família e, daí por diante, era presença marcante em novelas e humorísticos da televisão brasileira.

Novelas

Jorge Dória esteve em sucessos como Uma Rosa Com Amor, O Pulo do Gato, O Amor é nosso, Champagne, Livre para Voar, Deus Nos Acuda, Quatro por Quatro, Vira-Lata, Zazá, Suave Veneno, entre outras.

Foi casado com a atriz Íris Bruzi, Cristina Dória e a atual, Isabel Gaspariam.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.