“Minha 1ª viagem de avião e uma experiência de vida”, diz estudante sobre intercâmbio do Cidadão do Mundo

Aos 21 anos, Brenna Rose Caetano Sampaio é uma das 80 estudantes que em poucos dias estarão em outro país. Selecionada para participar do programa Cidadão do Mundo, ela terá oportunidade de desenvolver as habilidades em língua estrangeira e vivenciar novas experiências culturais.

Iniciativa do Governo do Maranhão, o programa está em sua terceira edição e tem sido uma das únicas oportunidades de intercâmbio gratuito para estudantes da graduação desde que o Governo Federal cortou recursos para realização do Ciência sem Fronteiras. “O Cidadão do Mundo representa uma abertura de possibilidades para mim. Pelos meus meios, pela minha situação econômica, eu não teria essa possibilidade. Não nessa idade, não agora”, diz Brenna.

Aluna do quarto período do curso de Direito da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Brenna estima que ao menos pelos próximos cinco anos não teria condições financeiras de fazer um intercâmbio e por isso não pensou duas vezes quando soube que tinha sido selecionada para participar do programa.

“Não me vejo nos próximos cinco anos com a possibilidade de fazer uma viagem. Por isso pensei ‘é uma oportunidade única para mim, estou mais ou menos no meio do curso e isso vai agregar tanto para o currículo, vai ser a minha primeira viagem de avião, é uma experiência de vida’”.

Cheia de expectativas, a estudante – que embarcará rumo à Cidade do Cabo, na África do Sul, para estudar inglês – convenceu os pais de que seria bom viajar. Mesmo com as preocupações normais e as saudades já apertando, o comerciário e pizzaiolo Benedito Arruda de Sampaio ficou feliz e acredita que vai ser bom para toda a família: “Ela me falou, ‘pai, tem gente que está pagando para o filho ir’, então apoiei, está sendo a realização de um sonho para ela e vai ser bom para a carreira dela e para gente também”.

Conquista

0298f60a-e04d-4f24-8844-63ccb6d8490c

Israel Coelho Correa já tinha tentado fazer um intercâmbio mas teve o visto negado por ser estudante e comerciário. (Foto: Handson Chagas)

Outra mãe cheia de orgulho com a participação do filho no Cidadão do Mundo é a professora Virginia Coelho. Israel Coelho Correa faz mestrado em Meio Ambiente e, aos 25 anos, teve a oportunidade que será a conquista depois de muito esforço.

“Estamos muito felizes porque ele conseguiu. Há alguns anos, como nós não tínhamos condições de pagar uma viagem dessa, ele trabalhou no comércio, juntou dinheiro, mas não conseguiu e agora está aí, graças a este programa do governo ele está indo”, conta a mãe.

Israel, que visa principalmente à melhoria da carreira com o intercâmbio, disse que a dificuldade anterior foi o visto negado, já que era comerciário. Dessa vez, está tudo certo para a viagem a Toronto, no Canadá. “Agora,  com o Cidadão do Mundo, estou podendo realizar esse sonho que vem desde o início da graduação. Vou me aprimorar e vai ser muito relevante para o meu mestrado”, declarou o estudante, que também destacou o papel social de quem participa. “Minha expectativa principal é dar continuidade ao projeto do Mestrado, mas também levar um pouco do meu estado do Maranhão para fora e trazer o que vou encontrar lá para o nosso país também, contribuir com o nosso estado”.

Esta é a terceira edição do Programa e os 80 jovens selecionados estudarão um idioma, entre inglês, francês ou espanhol, que serão vivenciadas nas cidades de Madri (Espanha), Toronto e Quebec (Canadá), Boston (Estados Unidos) e Cidade do Cabo (África do Sul).

Foram concluídas duas edições por enquanto. Até o fim do ano, serão mais de 300 jovens enviados a seis países diferentes – África do Sul, Argentina, Canadá, Espanha, Estados Unidos e França –, o que totaliza quatro jovens maranhenses em intercambio a cada quatro dias desde o início da atual gestão, em 2015.

O embarque dos estudantes desta terceira edição será realizado por grupos, de acordo com o destino, sendo iniciado no dia 30 deste mês. A última viagem será do grupo de Boston, no dia 7 de outubro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE: GOVERNO DO ESTADO

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.