Micropigmentação de sobrancelha continua em alta

Especialista fala sobre o método que é um dos mais usados atualmente

A micropigmentação é um procedimento estético que consiste em implementar a derme, a camada intermediária da pele, um pigmento especial. Tal técnica pode ser utilizada em várias regiões do nosso corpo, como os olhos, sobrancelhas, lábios, cabeça, entre outras. É um processo parecido com o da maquiagem definitiva, no qual o profissional usa um aparelho chamado demógrafo ou tebori, que aplica o pigmento com agulhas fabricadas exclusivamente para isso.

Atualmente esse tipo de procedimento é muito utilizado nas sobrancelhas. Segundo Maria Fernanda Prata, proprietária do estúdio Make It e especialista em micropigmentação, ele pode ser usado tanto para desenhar determinada área, criando novas formas, como para aperfeiçoar o desenho já existente e corrigir possíveis falhas. “O importante nesse processo é entender a necessidade de cada pessoa. Nem sempre elas querem algo muito marcado, então precisamos analisar o todo com cuidado, e adequar a micropigmentação a isso”, explica.

Existem vários estilos de micropigmentação estética, como micropigmentação esfumada, fio a fio e microblanding, sendo assim, você precisa avaliar qual será a melhor opção para o seu caso. Mas a micropigmentadora avisa: sobrancelhas naturais são a tendência do momento. “Aqui no estúdio, eu uso tanto a técnica fio a fio quanto a esfumada em pixel, vai depender do caso e do que a pessoa busca. Muitas vezes uso as duas técnicas em uma sobrancelha, para dar um efeito mais volumoso e ao mesmo tempo natural, o que está muito em alta”, complementa Maria Fernanda.

Quanto a cor a ser escolhida, o ideal é que o profissional faça uma análise completa do tom da pele e da cor dos pelos da sobrancelha. Ainda de acordo com a especialista, o procedimento não é indolor, mas é suportável, e dura em média 45 minutos. Vale lembrar que a sobrancelha pode ficar avermelhada após a micropigmentação, e é importante que a pessoa retorne após 30 dias para correções de possíveis falhas após a cicatrização. A duração pode variar de seis meses até dois anos após o procedimento. Não existem contraindicações.

E, para finalizar, Maria Fernanda alerta que a micropigmentação requer cuidados, e a melhor maneira de evitar problemas é procurar um profissional qualificado. “Muita gente tem medo, afinal vemos muita coisa errada na internet hoje em dia, mas a micro é, sim, um procedimento seguro, desde que seja feita por um profissional qualificado para tal. Isso vai fazer toda a diferença no resultado final”.

Para mais informações acesse http://makeitcuritiba.com.br ou as páginas oficiais no Facebook http://wwwhttps://www.facebook.com/makeitcuritiba/ e Instagram https://www.instagram.com/makeitcuritiba/ .

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.