Mesmo com paralisação dos rodoviários, movimentação é tranquila

A movimentação é tranquila neste momento, na praça Deodoro. Alguns ônibus já estão parados no centro da capital maranhense e outros continuam a circular. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão (Sttrema), Dorival Silva, a paralisação está confirmada. Disse, ainda, que os rodoviários já foram orientados e estão organizados para o movimento. No momento, apenas dois carros de som estão na praça Deodoro conclamando os trabalhadores para se reunir e pedir mais segurança pública no transporte coletivo.

Dorival afirmou que a paralisação é a única alternativa para dar uma resposta a essa falta de segurança e chamar atenção das autoridades para o problema que atinge os rodoviários e o usuário dos ônibus em São Luís. Ele garantiu que uma pauta de reivindicações será entregue à governadora Roseana Sarney e órgãos competentes.

Segurança Pública

Em entrevista ao Imirante, o secretário de Segurança, Aluísio Mendes, disse que os assaltos a ônibus têm aumentado em todo o Brasil, cerca de 38%. Em São Luís, há uma dificuldade da SSP em combater essa prática, pois 80% dos crimes são cometidos por adolescentes. Já foram efetuadas 33 prisões de pessoas envolvidas em assaltos a ônibus na capital maranhense, dessas, 27 são menores de idade.

– Nós prendemos esse criminosos, mas devido a legislação do país, eles logo voltam para as ruas e continuam cometendo crimes. A polícia prende as mesmas pessoas várias vezes, pelas mesmas práticas, mas não adianta pois temos que soltá-los – explicou o secretário.

Para Aluísio, é preciso haver uma discussão mais profunda em relação aos crimes praticados por adolescentes no Brasil.

Em relação ao protesto programado pelos rodoviários, o secretário afirmou que não considera a paralisação a melhor forma de resolver o problema, o ideal é sentar e conversar para encontrar soluções. Aluísio disse, ainda, que ninguém da categoria o procurou até o momento para conversar, mas está disponível pra receber os rodoviários e dialogar sobre as suas reivindicações.

Orientações

Dorival Silva pede desculpas à população pelos transtornos, e alerta que as pessoas não devem sair de casa até às 13h. O presidente ressalta, ainda, que a sociedade deve apoiar a ação dos rodoviários, pois a violência não afeta apenas a categoria, mas toda a população.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.