Maranhão tem segunda pior cobertura vacinal contra a poliomielite do país

Maranhão tem a segunda pior cobertura vacinal contra a poliomielite do país, segundo o Ministério da Saúde. São 31 cidades que não atingiram nem 50% de cobertura. O índice é considerado de alto risco nessas cidades. O estado só perde para o estado da Bahia no ranking de menos vacinações.

A capital São Luís não aparece na lista e o problema maior está no interior do estado. O município de Arame tem apenas 14% do público-alvo imune e é a cidade com o menor índice de vacinação no Maranhão. Para Graça Lírio, superintendente de Vigilância Epidemiológica do Maranhão, o índice chega a ser preocupante.

“Infelizmente a gente tem uma quantidade de municípios que não alcança essa cobertura e o que é mais grave, que apresentam uma taxa abaixo de 50%, o que eleva muito o risco de ocorrência da doença se esse vírus chegar a circular”, declarou.

Campanha de vacinação

A vacina contra a poliomielite torna a criança protegida contra o virus que se aloja no intestino e provoca a paralisia dos membros inferiores. Para garantir a proteção é preciso tomar 5 doses da vacina.

A vacina deve ser aplicada nos 2, 4 e 6 meses de idade da criança, retornando ao posto aos 15 meses e depois encerrando o ciclo aos 4 anos com a última dose da vacina. As primeiras 3 doses devem ser aplicadas através de uma injeção no músculo da coxa do bebê e as outras 2 doses podem ser feitas por injeção ou por gotinhas orais.

A partir do dia 6 de agosto a Vigilância Epidemiológica vai realizar um campanha contra a poliomielite em todo o Maranhão para todas as crianças de 1 a 5 anos de idade. As crianças quem não tomaram nenhuma dose da vacina ou que ainda precisem de dose para completar o ciclo devem procurar o posto de saúde municipal.

“É uma vacina eficaz, de fácil aplicação, que é gota. Então não tem porque a gente conviver com esse risco, de forma que é necessário que os municípios realmente vacinem a população e que as pessoas procurem os postos de saúde porque tem seringa, tem agulha e tem vacina lá”, afirmou Graça Lírio.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.