Mapa da Violência: homicídios crescem na capital e em todo o Maranhão

armascapa180713-300x225Terça-feira, dia 9 de julho, às 13h31. Suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas, o jovem Jaime Meireles Mendes, de 18 anos, é atingido por golpes de arma branca enquanto estava em um quarto de aluguel, no bairro do Coroadinho, e não resiste aos ferimentos. O relato ilustra a realidade diária, não só de São Luís, mas de todo o Maranhão e o Brasil, com a violência crescendo em números alarmantes em praticamente todas as regiões, seja ela de jovens ou adultos.

Divulgado nesta quinta-feira (18), o Mapa da Violência 2013: Homicídios e Juventude no Brasil, organizado pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz juntamente com o Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos (Cebela), mostra dados sobre as mortes ocorridas no país até o ano de 2011. Os números mostraram que boa parte do Brasil sofre com o aumento dos homicídios e de suas taxas, sendo que o Maranhão não foge à regra: entre 2010 e 2011, foram registrados 1.753 mortes, um crescimento de 17,4% em relação a 2010 e de 193,5% em comparação a 2001, número este que coloca o Estado como o sexto maior número de homicídios entre as nove unidades do Nordeste.

A taxa de homicídios na população total (por 100 mil habitantes) também registrou crescimento, mesmo que reduzido, passando de 23,2 para 23,7, sendo a segunda menor da região Nordeste e uma das dez menores de todo o Brasil. Comparando com a taxa de dez anos atrás, entretanto, o crescimento foi de 153,1%, sendo o quarto colocado no ranking do Nordeste nesse aspecto.

O estudo também fala dos dados das capitais, sendo que São Luís, ao mesmo tempo em que apresenta avanços, também preocupa. O número de homicídios na capital se manteve em um ano (em 2010 e 2011 foram registrados 569 mortes), mas cresceram 133,2% se for comparar a 2001. Na taxa por capital (homicídio a cada 100 mil habitantes), São Luís apresentou uma queda de 56,1 para 55,4, mas não foi suficiente para impedir que a cidade fosse apontada como a quinta mais violenta do Nordeste e a sétima do Brasil. Em dez anos, a capital maranhense saltou da 24ª para a sétima colocação no ranking, com crescimento de 101,8% na taxa de homicídios. Entre os municípios, só uma cidade do Maranhão entrou no ranking das 100 mais violentas (um homicídio a cada 1000 habitantes): Presidente Dutra (a 347km de São Luís), com a taxa de 84,2, na 33ª colocação.

Mortalidade juvenil tem redução em São Luís e no Estado

Se, em aspectos gerais, a violência do Maranhão e da capital São Luís cresceu, os homicídios de jovens em toda a capital tiveram queda. Entre 2010 e 2011, o Estado apresentou uma queda de 5% nas mortes de jovens (de um total de 505 para 480), mas o número aumentou 130,8% em relação há dez anos. Já a taxa de homicídios de jovens, apesar de crescer 117,1% em dez anos, caiu de 37,7 para 35,5, tornando o Maranhão como o segundo Estado do Nordeste com o menor índice nesse quesito.

A queda na mortalidade juvenil também foi acompanhada pela capital maranhense. Com uma redução de 12,32% em um ano, São Luís possui agora a quarta posição no número de homicídios em todo o Nordeste. Já a taxa por 100 mil habitantes apresentou nova queda (103,5 para 89,6), é a terceira menor da região, mas segue acima da média nacional, que é de 82.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.