Léo Moura desiste de jogar Vasco após pressão de torcida

Entre o anúncio e o recuo foram menos de quatro horas. Muitas conversas e nenhum acordo. Porém, Léo Moura não será jogador do Vasco. O lateral-direito, atualmente no Fort Lauderdale Strikers, dos Estados Unidos, deve ter mesmo como destino o Coritiba.

Foi na manhã desta segunda-feira que o presidente Eurico Miranda anunciou a contratação. Em entrevista na qual revelou acordo com o treinador Celso Roth, o atacante Herrera e a intenção de contar com Ronaldinho Gaúcho, disse que o ex-jogador do arquirrival Flamengo estava acertado. Até o fim de 2016, ao “puxar pela memória”. Mas tudo deu para trás,

– Deixe-me esclarecer esse assunto. Em nenhum momento o Vasco procurou Léo Moura. Ele procurou diversas pessoas no Vasco, entre elas o (gerente de futebol) Paulo Angioni, querendo ver se se viabilizava vir para o Vasco. Ele havia ligado algumas vezes para o José Luis Moreira, que ficou encarregado de conversar, e o senhor Léo Moura esteve na casa do Zé Luis. Acertou as bases salariais para vir para o Vasco, em cima do pedido reiterado que ele fez. Como vice de futebol, o Zé Luis passou para mim, e estou habituado a lidar da seguinte maneira: assumido compromisso, compromisso assumido. Hoje (segunda-feira) divulguei Léo Moura – disse Eurico em entrevista à Rádio Tupi.

O presidente cruz-maltino criticou o fato de a decisão de Léo Moura possivelmente ter sido influenciada pela repercussão negativa entre os rubro-negros, irritados com a ida do lateral para o maior rival – a direção do Fort Lauderdale Strikers também ficou surpresa com o anúncio do Vasco. E disse que não liberou o jogador. Para Eurico, que as portas de São Januário estão definitivamente fechadas.

– Agora, a realidade da história. Se ele vai para o Coritiba, para aqui ou para lá… Ele ligou para o Zé Luis para dizer que tinha muito problema, que foi divulgado, que tinha pressão de sei lá quem, mas o único problema é que temos que deixar bem claro que o Vasco não procurou o Léo Moura. Se teve pressão de A, B ou C, isso não é problema meu. Agora, nem de graça ele vem para o Vasco. Não sei tratar as coisas dessa forma. O sujeito faz, pede e assume compromisso, depois diz que tem pressão da tia, da torcida e de sei lá quem. Em nenhuma hipótese ele joga mais no Vasco – finalizou o presidente, que concederá uma entrevista coletiva para explicar o caso.

José Luis Moreira, quem fez a negociação direto com Léo Moura e com o empresário Eduardo Uram, deu mais detalhes. Ao reconhecer não ter assinado contrato com o atleta, o vice-presidente de futebol disse que o acordo estava apalavrado. Para o dirigente, o jogador não honrou o compromisso.

– É ele quem tem de explicar. Teve algum problema e desistiu de vir. No Vasco, a palavra é o bastante. Mas nem todo mundo é assim. Ele não honrou a palavra. Ele procurou o Vasco e se ofereceu. Mas fez isso.

Eduardo Uram não atendeu aos telefonemas da reportagem. Antes do Vasco, o Fluminense apareceu como destino de Léo Moura, e o Coritiba também demonstrou interesse.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.