Kayke sente primeiro gol pelo Fla chegando

Kayke é só alegria em Natal, terra dos 20 gols que fez em 2015, em sete meses de ABC. A volta à cidade foi marcada por muitas fotos no Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves e gritos de “Uh, terror o Kayke é matador”. À vontade na Arena das Dunas no treino desta terça-feira, véspera do confronto com o Avaí, distribuiu sorrisos e revelou sentimento quase que de certeza que sairá seu primeiro gol pelo Flamengo nesta quarta.

kayke2Não podia ser diferente (perguntado se crê que fará seu primeiro gol). Acho que nada acontece por acaso e, se hoje estou no Flamengo, eu devo muito ao ABC e a Natal. Não consigo chegar em Natal e não ter lembranças ruins. Foi um lugar onde, realmente, eu muito feliz e que me trouxe de volta ao Flamengo. Amanhã (quarta-feira) eu vou ter a oportunidade de estar atuando e podendo fazer esse meu primeiro gol com a camisa do Flamengo aqui em Natal. Vai ser muito bom, muito gratificante e espero que isso aconteça realmente. Eu não procuro prometer não (gol), mas acredito que as boas vibrações vão me ajudar – torce.

Se depender do treino de faltas de Kayke, a torcida pode ficar otimista. O camisa 27 está com o pé direito afiado. Ele e Alan Patrick foram os jogadores com maior índice de acertos.

O enorme barulho feito pela torcida do Flamengo no aeroporto e na entrada da Arena das Dunas nesta quarta-feira fazem Kayke imaginar um estádio com clima de Maracanã contra o Avaí.

– Acredito que sim, porque o comentário geral da nossa equipe é o mesmo, estamos nos sentindo muito bem. Acho que no Nordeste, em geral, o povo é muito receptivo. Nós temos a torcida flamenguista em todos os cantos do país,  e aqui (Natal) não é diferente. Acredito que a torcida vem em massa amanhã  (quarta-feira) para essa nossa partida tão importante.

Confira outros pontos da coletiva de Kayke:

Houve muito carinho, mas também os gritos de “G-4 é obrigação”. Como lidar com isso?

– Flamengo é cobrança o tempo inteiro. A gente precisa saber lidar com esse tipo de situação com a maior naturalidade possível, mas com responsabilidade também. A gente sabe do peso que tem a camisa do Flamengo e busca sempre esses objetivos. O campeonato está do meio para o final, temos ainda muitas partidas e, jogo a jogo, vamos correr atrás dos objetivos.

Adaptação ao elenco

– O pessoal me recebeu muito bem. A partida passada foi minha primeira atuando de cara, começando o jogo. Vou me sentir bem na partida. A equipe venceu, que era o objetivo mais importante que a gente buscava fora de casa. Agora, é dar sequência ao trabalho e, aos poucos, a gente vai conseguindo um pouco mais de entrosamento, o pessoal vai me conhecendo melhor. Mas eu fui muito bem recebido e espero que isso seja um ponto positivo para o jogo.

Entradas de Ayrton e Armero mudam muito o time?

– Acho que cada jogador tem as suas características. Essa pergunta, acho que o professor Oswaldo (de Oliveira) pode falar melhor do que eu. Mas, acredito que todo mundo que está no elenco do Flamengo esteja apto para jogar e tenho certeza que vão fazer bonito aqui (em Natal).

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.