Justiça aceita denúncias de racismo e homofobia contra Nelson Piquet

Ex-piloto tem 15 dias para apresentar contestação

A Justiça do Distrito Federal aceitou a ação civil pública contra o ex-piloto Nelson Piquet pelos comentários racistas e homofóbicos contra o piloto inglês Lewis Hamilton, heptacampeão mundial da Fórmula 1. Quatro entidades pedem indenização de R$ 10 milhões por danos morais coletivos.

O juiz Felipe Costa da Fonseca Gomes deu prazo de 15 dias para que o ex-piloto apresente uma contestação à ação movida pelas entidades. “As circunstâncias da causa revelam ser improvável um acordo nesta fase embrionária”, disse o magistrado justificando o motivo de não pedir conciliação.

O advogado Marlon Reis afirmou que Piquet não ofendeu apenas Hamilton, mas a toda a coletividade e os valores de inclusão e diversidade. Em novo trecho divulgado de uma entrevista do ex-piloto, ele comenta as temporadas de 1982 e de 2016 da F-1, que tiveram como campeões, respectivamente, o sueco Keke Rosberg e seu filho Nico Rosberg.

Fonte: Bnews

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.