Judiciário de Lago da Pedra promove projeto da Orquestra Filarmônica “Musicando Para a Cidadania”

O projeto “Musicando para a Cidadania”, promovido pela 1ª vara do Judiciário de Lago da Pedra, foi lançado na quarta-feira, 15, com aula inaugural no auditório da secretaria de saúde do município, para 187 crianças e adolescentes das escolas públicas da rede municipal de ensino.

O projeto visa formar uma orquestra filarmônica, despertando a cidadania nos estudantes por meio da música, e é desenvolvido por meio de parceria com a Secretaria Municipal de Educação e da Fundação Municipal de Cultura e Juventude. As aulas de música serão ministradas de segunda a sexta-feira, em quatros cursos que serão oferecidos.

O curso terá como coordenador geral o maestro Victor Emanuel e como coordenador pedagógico Júnior Carvalho, profissionais cedidos pela Prefeitura Municipal, que também adquiriu os instrumentos musicais de sopro a serem usados pelos estudantes – incialmente, flauta doce e escaleta. Futuramente, a ideia é incluir novos instrumentos.

Na quarta-feira, o juiz Marcelo Santana, o prefeito Laércio Arruda, e a secretária de educação, Ana Selma Rodrigues, participaram, com os alunos, pais e professores, de um momento de congraçamento, antes do início das aulas práticas. Também estiveram presentes, o presidente da fundação municipal de cultura e juventude, Mateus Fialho, a secretária de assistência social, Ana Carolina Arruda, a secretária de saúde, Pollyanna Gladyna e os vereadores, Professor Nascimento e Cival Rocha.

No encontro, o juiz da 1ª vara, Marcelo Farias, ratificou a importância de um projeto como esse, que tem a capacidade de afastar os jovens de situação de envolvimento com drogas e violência e conduzir a um ambiente positivo, como foi feito com o campeonato de xadrez e o de redação promovidos em Lago da Pedra e nos termos judiciários de Lago do Junco, Lago dos Rodrigues e Lagoa Grande do Maranhão, em 2018.

“No fundo, o projeto estimula a inteligência focal, de lidar com competências distintas, que tem como exemplo o gênio Leonardo da Vinci, que tinha inteligência múltipla”, observou o juiz.

Segundo informações da assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal, a parceria firmada pela Prefeitura e Poder Judiciário, visa à formação desses alunos para além da música: “A proposta é oferecer oportunidades para que cada um faça deste projeto algo transformador em suas vidas”.

MÚSICA | Judiciário de Lago da Pedra promove projeto da Orquestra Filarmônica “Musicando Para a Cidadania”

O projeto “Musicando para a Cidadania”, promovido pela 1ª vara do Judiciário de Lago da Pedra, foi lançado na quarta-feira, 15, com aula inaugural no auditório da secretaria de saúde do município, para 187 crianças e adolescentes das escolas públicas da rede municipal de ensino.

O projeto visa formar uma orquestra filarmônica, despertando a cidadania nos estudantes por meio da música, e é desenvolvido por meio de parceria com a Secretaria Municipal de Educação e da Fundação Municipal de Cultura e Juventude. As aulas de música serão ministradas de segunda a sexta-feira, em quatros cursos que serão oferecidos.

O curso terá como coordenador geral o maestro Victor Emanuel e como coordenador pedagógico Júnior Carvalho, profissionais cedidos pela Prefeitura Municipal, que também adquiriu os instrumentos musicais de sopro a serem usados pelos estudantes – incialmente, flauta doce e escaleta. Futuramente, a ideia é incluir novos instrumentos.

Na quarta-feira, o juiz Marcelo Santana, o prefeito Laércio Arruda, e a secretária de educação, Ana Selma Rodrigues, participaram, com os alunos, pais e professores, de um momento de congraçamento, antes do início das aulas práticas. Também estiveram presentes, o presidente da fundação municipal de cultura e juventude, Mateus Fialho, a secretária de assistência social, Ana Carolina Arruda, a secretária de saúde, Pollyanna Gladyna e os vereadores, Professor Nascimento e Cival Rocha.

No encontro, o juiz da 1ª vara, Marcelo Farias, ratificou a importância de um projeto como esse, que tem a capacidade de afastar os jovens de situação de envolvimento com drogas e violência e conduzir a um ambiente positivo, como foi feito com o campeonato de xadrez e o de redação promovidos em Lago da Pedra e nos termos judiciários de Lago do Junco, Lago dos Rodrigues e Lagoa Grande do Maranhão, em 2018.

“No fundo, o projeto estimula a inteligência focal, de lidar com competências distintas, que tem como exemplo o gênio Leonardo da Vinci, que tinha inteligência múltipla”, observou o juiz.

Segundo informações da assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal, a parceria firmada pela Prefeitura e Poder Judiciário, visa à formação desses alunos para além da música: “A proposta é oferecer oportunidades para que cada um faça deste projeto algo transformador em suas vidas”.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.