Governo realiza seminário sobre padronização de medicamentos para otimizar recursos da saúde

O Governo do Maranhão dialogou sobre “A importância da padronização dos medicamentos e da criação de protocolos clínicos para economicidade dos recursos da saúde”. O seminário realizado, na quarta-feira (18), reuniu diretores e coordenadores da assistência farmacêutica,  no auditório da Escola de Governo do Maranhão (EGMA), em São Luís.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, proferiu a palestra “Financiamento do SUS”. Na oportunidade, o gestor estadual apresentou um panorama histórico do serviço público de saúde no Brasil, a implantação do SUS, o contexto atual e perspectivas.

“Infelizmente, no Brasil, se gasta mais com saúde privada do que com a pública, sendo que 70% da população nacional depende do SUS. Investir em saúde é dever do Estado, um direito dado a todos, e não um ato de misericórdia. Temos o maior programa de direitos humanos do mundo, ele consegue assistir a todos e sem distinção, mas para tanto é importante que tenhamos um serviço cada vez melhor, sobretudo com investimento correto”, disse o secretário Carlos Lula.

Para o gestor estadual da Assistência Farmacêutica da SES, Sandro Cesar Feitosa Monteira, o diálogo sobre subfinanciamento do SUS é fundamental. “Diante da realidade em que estamos inseridos, queremos que cada unidade hospitalar padronize sua lista de medicamentos, baseados na relação de medicamentos da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares, e pelos institutos que fazem a gestão da rede hospitalar do Estado”, explicou.

Para a diretora geral do Hospital Presidente Vargas, Leyna Lima, a padronização otimiza a assistência farmacêutica. “As pessoas que cuidamos são oriundas de doenças infectocontagiosas, por isso estabelecer protocolos padronizados ajudará no tratamento dispensado a eles”, avaliou.

Na área hospitalar, o protocolo utilizado é criado pela comissão de farmácia terapêutica da unidade. Na prática, a medida assegura a oferta do tratamento medicamentoso preciso, sem custo adicional, gerando economia para a rede da Saúde.

Experiência exitosa

A padronização dos medicamentos e a criação de protocolos clínicos de dispensação na farmácia hospitalar foi apresentada pelo farmacêutico Carlos Vinícius Quadros Ribeiro.  “A nossa proposta é ter um protocolo que possa diminuir o tempo de resposta [da medicação]. Dessa maneira teremos instrumentos que promovam a padronização das condutas da equipe multidisciplinar para auxiliar na uniformização dos tipos de tratamento”, disse.

A Unidade Gestora de Assistência Farmacêutica da SES realizou o seminário, em parceria com a Sanofi, para o fortalecimento da assistência farmacêutica.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.