Governo entrega duas etapas da reforma do Socorrão II, com 27 leitos de enfermaria e quatro salas cirúrgicas

O Governo do Estado entregou, nesta quinta-feira (13), a primeira e a segunda etapa da reforma do Hospital Municipal Dr. Clementino Moura, conhecido como Socorrão II. Com a reforma, de responsabilidade da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o hospital teve recuperado uma enfermaria com 27 leitos e um centro cirúrgico com quatro salas.

A reforma é fruto de um convênio de parceria entre o Governo do Estado e Prefeitura de São Luís. O valor total da obra, que terá mais duas etapas, é de R$ 2.143.786,31. O hospital é dedicado às urgências clínicas e cirúrgicas de pacientes adultos, com especialidade no atendimento de traumatismos ortopédicos.

A primeira etapa consiste na reforma do centro cirúrgico, formado por quatro salas de cirurgia. No local, foi feita a recuperação da cobertura e do piso, correção de infiltrações e restauração elétrica e hidráulica. Na segunda fase, referente à enfermaria, auditório, repouso médico, foi feita a ambientação das enfermarias, impermeabilização, substituição de revestimentos e louças dos banheiros, recuperação de piso, correção de infiltrações, e restauração elétrica e hidráulica.

“Com essa parceria estamos beneficiando a população. Eram leitos que não estavam em funcionamento por problemas estruturais. Agora, são leitos adaptados às necessidades. Nossa missão é olhar para a saúde como um todo. O Socorrão é do município, mas atende todo o estado, é resolutivo”, destacou a secretária adjunta de Engenharia e Manutenção da SES, Thais Farias.

Inaugurado em 1998 para reforçar a rede de urgência e emergência do município de São Luís, o Socorrão II não recebia uma reforma deste porte há 12 anos. A unidade realiza em média 140 atendimentos por dia.

“É importante para a instituição esta reforma. Primeiro, porque diminui a superlotação de pronto-socorro. Segundo, conseguimos rodar mais pacientes, atender mais gente, tornando o funcionamento mais dinâmico. A parceria é única, não podemos fazer SUS só em nível municipal, precisamos de apoio”, comentou a diretora geral do hospital, Dorinei Câmara.

Internado há um ano e três meses no Socorrão II, por causa de lesões de pele provocadas pelo uso da cadeira de rodas, o eletricista automotivo Maicon de Jesus ficou feliz em saber da nova ala de enfermaria. Para ele, a reforma trará conforto para pessoas como ele, que precisam de internação. “É muito bom ver isso ser entregue, vamos ter um tratamento melhor e estar num local com menos riscos. Fizeram uma bela reforma. Vai melhorar 100%”, disse Dorinei Câmara.

Para que a próxima etapa de reforma de outra ala de enfermaria seja iniciada, os pacientes já internados serão transferidos para o setor recém-entregue. Após todas as etapas de reforma concluídas, o hospital terá reaberto 42 leitos clínicos, 10 leitos de UTI e quatro salas cirúrgicas.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.