Governo elabora Planos Diretores de Drenagem das Bacias dos Rios Bacanga e Mearim

O Governo do Estado, por meio da Secretaria das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid) e em parceria com o governo federal, executou a Elaboração dos Planos Diretores de Drenagem das Bacias Hidrográfica do Bacanga e Mearim no Maranhão.

Os planos têm como objetivos caracterizar as causas de inundações e apresentar propostas de ações estruturais e não estruturais para minimizar o problema das enchentes ao longo das bacias.

“São dois instrumentos de planejamento para enfrentamento de desastres naturais que contribuirão com diretrizes técnicas e ambientais para minimizar os impactos causados pela enchentes”, declara o secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Pereira Jr.

Rubens destacou também que o plano proporcionará a recuperação, revitalização e conservação das bacias hidrográficas e seus recursos vivos, bem como atenuará a degradação das mesmas a partir do desenvolvimento de ações integradas.

Além de identificar pontos de risco e a população atingida, os planos apresentam estudos de drenagem dos pontos críticos para monitorar as ocorrências; aperfeiçoar a navegabilidade; evitar grandes catástrofes e proteger à população que habita na área de estudo.

Na fase de implementação dos planos, a primeira medida a ser tomada é a criação do grupo técnico gestor do Plano Diretor. Trata-se uma meta de curto prazo a ser executada pela secretaria.

O grupo técnico gestor será composto por diversas secretárias e órgãos da administração estadual e municipal. Ação está conduzida pela secretaria adjunta de projetos especiais (Sape) da Secid.

“Esse plano é um importante instrumento que vai nos orientar na execução de ações preventivas para minimizar os impactos causados por meio das enchentes e alagamentos das bacias”, declarou o secretário adjunto de Projetos Especiais da Secid, Kleber Gomes da Silva.

A reunião para a oficialização da criação do grupo técnico gestor da Bacia do Bacanga será dia 16 de abril, no auditório da Secid.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.