Funac realiza Encontro de Planejamento Estratégico

A equipe de gestão, chefes de setores administrativos, diretores de unidade e coordenadores da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), vinculada à Secretaria dos Direitos Humanos e Participação Popular, estiveram reunidos, nesta semana, para o Encontro de Planejamento Estratégico.

O objetivo do Encontro foi revisar e atualizar os objetivos, metas e indicadores do planejamento da Funac para o ciclo 2020/2023. Coordenado pela Assessoria de Planejamento e Ações Estratégicas da Funac, a ação teve também a orientação dos consultores João de Jesus e Mariana de Jesus.

“Este é um processo fundamental para a gestão da política pública, tendo em vista que envolve os nossos gestores e demais servidores para avaliar e reprogramar novas metas ou ajustar as que já estão sendo executadas, visando a eficácia, eficiência e efetividade do atendimento privativo e restritivo de liberdade”, destacou a presidente da Fundação da Criança e do Adolescente.

O processo de atualização do planejamento foi dividido em dois momentos: a primeira parte com a gestão da Funac, na qual foi um diagnóstico institucional, produzido pela Asplan, para avaliação das metas alcançadas no ciclo que está se encerrando; e um segundo momento com os servidores, que junto com a gestão, construíram os novos objetivos e indicadores do planejamento que será executado em breve.

“A revisão das metas estabelecidas e o planejamento do novo ciclo de gestão subsidiam a elaboração do Plano Plurianual. É, portanto, um exercício que integra as ações da Funac com as demais políticas públicas, tanto na perspectiva da gestão, quanto do orçamento e monitoramento das metas”, explicou a chefe da Assessoria de Planejamento e Ações Estratégicas, Sorimar Sabóia.

Avaliação de metas

Sobre o diagnóstico institucional do planejamento estratégico do ciclo 2016-2019, que engloba as perspectivas cidadão, processos internos, crescimento e aprendizado, e financeiro, foi identificado que 17 metas já foram executadas, de forma plena e parcial, e mais 5 em processos de execução.

A diretora Técnica, Lúcia Diniz destacou os avanços no atendimento socioeducativo como, por exemplo, a escolarização, profissionalização e a segurança. “Hoje temos um atendimento mais fortalecido com os adolescentes inseridos nas atividades de escolarização e profissionalização em articulação com as secretarias responsáveis, equipes técnicas para atendimento multiprofissional, intervenção na segurança mais efetiva e formação continuada para os servidores em todos os níveis”, pontuou.

“Os avanços expressivos são resultado do crescimento da Fundação e da melhoria dos processos de gestão. Neste último ciclo implantamos um novo modelo de gestão e controle, crescemos em número de unidades e quantidades de vagas, além de fluxos de processos mais eficientes, tudo isso nos permitiu gerir da melhor forma os recursos humanos e financeiros”, frisou o diretor Administrativo-financeiro, Welligton Costa.

A partir do planejamento estratégico do novo ciclo, a gestão da Funac prevê avanços em novas áreas e desafios do atendimento socioeducativo e consolidação dos resultados já alcançados.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.