Ensino estadual do Maranhão não atinge metas do Ideb e recua nota no ensino fundamental

O ensino estadual do Maranhão não atingiu nenhuma das metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017. O índice é o principal indicador de qualidade da educação básica do Brasil, formado pelo Saeb (prova de português e matemática aplicada a cada dois anos) e pelo fluxo escolar (taxa de aprovação/reprovação/abandono dos alunos).

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (3) e apontam notas do ensino fundamental do 1º ao 5º ano e do 6º ao 9º ano. O ensino médio também foi avaliado.

Na avaliação das escolas de âmbito estadual do 1º ao 5º ano, o Maranhão não atingiu a nota 4,9 estipulada para 2017 e ainda obteve queda na avaliação comparada ao ano anterior. A nota em 2017 foi de 4,1, quando em 2015 a nota era 4,3. Em todo o país, apenas o Maranhão e o Rio de Janeiro sofreram redução do Ideb nesse período do ensino.

Do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, o estado cresceu 0,4 ponto na nota do Ideb 2017 em comparação a 2015, mas não atingiu a meta de 4,7 projetada para o ano.

Já no ensino médio, o Maranhão saiu de 3,1 em 2015 para 3,4 em 2017 na avaliação do Ideb, mas também não alcançou a meta estipulada para o ano, que era de 3,7. A meta para 2019 é atingir a nota 4.

Por meio de nota enviada ao G1, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) esclarece que no Maranhão a oferta do Ensino Fundamental ocorre em Regime de Colaboração com os Municípios, em virtude do processo avançado de municipalização desta etapa de ensino. Assim, analisando os resultados da rede pública de Ensino Fundamental, o Maranhão alcançou nos anos iniciais o IDEB de 4,5 ficando acima da meta projetada para o período, e manteve a media de 2015 para o Ensino Fundamental anos finais. No Ensino Médio, em que atua exclusivamente o Estado, a Rede Estadual obteve um crescimento de 9,7% em relação a 2015, atingindo a nota de 3,4, a maior já registrada para o Estado, avançando da 19ª posição para a 13ª do ranking nacional e ocupando o 3º lugar da Região Nordeste. Diante dos dados, é visível a melhoria do IDEB da rede estadual em quatro anos, atingindo um crescimento de 21,4% e avançando dois biênios consecutivos de forma inédita. Por fim, o Estado do Maranhão segue colaborando com as redes municipais de Ensino no que tange ao Ensino Fundamental, a fim de que em breve todos alcancem um patamar de qualidade adequado superando o descaso historicamente construído.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.