Dutra pode ser cassado por irregularidades em processos licitatórios

A crise no governo Dutra piora a cada dia em Paço do Lumiar. Investigado pelo Ministério Público sob indícios de diversas irregularidades em processo licitatórios, o prefeito está desnorteado. Se não for afastado por meio da Justiça, o gestor agora corre o risco de ser defenestrado do cargo por decisão do Plenário da Câmara de Vereadores.

Embora ainda não tramite nenhum pedido neste sentido no Parlamento municipal – diferente da Justiça aonde o gestor já foi indiciado pelo MP – , o documento não demora a ser entregue no protocolo da Câmara.

Diante de tantos indícios de irregularidades, a base na Câmara está rachada, e para piorar a relação entre os poderes, secretários municipais começaram a ter convocação aprovada pela maioria dos parlamentares afim de prestarem esclarecimentos de seus atos.

Padre Fábio, titular da Educação, foi o primeiro a ser intimado pelos vereadores a prestar esclarecimento no plenário do Poder Legislativo acerca da falta de pessoal nas escolas, especificamente, vigias e auxiliar operacional que estão com pagamento de salários atrasados. Os vereadores também pedem à SEMED a relação de funcionários recém demitidos e local de trabalho desses servidores.

Quem conhece a fundo a política luminense e sabe o quanto, historicamente, ela é conturbada, tem a certeza que o iminente afastamento do prefeito Dutra da sua função é apenas questão de tempo.

Por Domingos Costa

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.