Deputado Wellington vota contra o aumento de imposto no Maranhão

O deputado Wellington do Curso (PP) votou contra o Projeto de Lei nº 223/2016, de autoria do governo Flávio Dino (PCdoB) que aumenta alíquotas de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), em várias faixas de consumo em todo o Maranhão.

A votação aconteceu na manhã da última quinta-feira (15), na Assembleia Legislativa. O aumento do ICMS incidirá na energia elétrica, combustíveis, e de serviços como telefonia e TV por assinatura.

Em seu discurso, Wellington propôs que o Governo usasse outras formas para não prejudicar o povo maranhense. “Temos ouvido a população e acreditamos que o Governo precisa, antes de tudo, enxugar a máquina pública. Existem várias formas, como redução de despesas correntes, redução do número de secretarias, redução dos cargos e salários comissionados. Precisamos garantir a eficiência na administração pública para que não joguemos o prejuízo no bolso do cidadão maranhense. Por isso, em favor do empresário e do povo maranhense eu voto CONTRA esse projeto do Governo”, destacou Wellington.

Em defesa do projeto, os 25 deputados que votaram a favor do aumento, votaram no pacote de maldades do governador Dlavio Dino contra a população, com a desculpa de que o ajuste de alíquotas do ICMS no Maranhão irá equilibrar contas e reduzir a defasagem deste imposto em relação a outros estados.

Já os 7 deputados que votaram contra o aumento, inclusive Wellington do Curso, acreditam que o projeto vai prejudicar a economia do Estado e aumentar o desemprego. “O estado do Maranhão registrou uma das maiores taxas de desemprego do Brasil. O comércio já está quase parando e se continuar assim, o Maranhão pode entrar em colapso. Eu tenho a certeza que o consumidor, o povo maranhense não merece tanto desrespeito assim”, defendeu Wellington do Curso.

Comerciantes na galeria do Plenário, dezenas de empresários e comerciantes se fizeram presentes para acompanhar a votação. Na oportunidade, Wellington visitou a galeria e ouviu os anseios dos empresários e comerciantes. O presidente da Associação Comercial do Maranhão, Felipe Mussalem, desabafou para o deputado Wellington do Curso explicando o prejuízo que a categoria terá. “Estamos assistindo um dos maiores descalabros já vistos em nosso Estado. Como se já não bastasse o inferno que todos os empresários passam atualmente, o Governo do Estado ainda quer terminar de massacrar, aumentando impostos e promovendo outros 14 absurdos”, disse Felipe Mussalem, presidente eleito da Associação Comercial do Maranhão

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.