Demanda por cursos profissionalizantes no Cintra preencheu todas vagas em dois dias

Devido à elevada procura por cursos profissionalizantes no Cintra – maior escola pública da América Latina -, em 48 horas, foram preenchidas todas as 734 vagas em 13 cursos/oficinas ofertados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema).

De acordo com o gestor geral do Cintra, Olivar Júnior, há, ainda, cerca de 1500 pessoas inscritas em lista de espera em caso de desistência ou de cursos a serem ofertados posteriormente.

“A implantação do Iema no Cintra, que vem sendo feita de forma gradativa, já mostra o resultado com muita procura de alunos e pessoas da comunidade nos cursos, que visam não somente um aprendizado, mas proporcionam uma rápida inserção no mercado de trabalho, além de fomentar o empreendedorismo, porque o aluno que faz o curso de manutenção de ar-condicionado ou de celular, por exemplo, pode abrir uma empresa, se tornar autônomo. Estamos muito felizes com esse momento, porque fortalece o Cintra e beneficia a comunidade do Anil e de bairros adjacentes”, destacou.

O cursos profissionalizantes e oficinas serão ofertadas na modalidade presencial. São eles: artes plásticas, inglês básico, cabeleireiro, música, corte e costura, instalação e manutenção de ar condicionado, cuidador de idoso, reparo e manutenção de celulares, dança, robótica educacional, estética, tortas e salgados e informática básica.

“A oferta dos cursos é primeiro grande ato da fusão do Iema com o Cintra. Agora, gradativamente, o Cintra será transformado em Iema e receberá cursos técnicos de tempo Integral e cursos profissionalizantes, sempre visando o acesso das pessoas ao mercado de trabalho”, ressaltou o secretário Adjunto de Educação Profissional e Inclusão Social da Seduc, André Bello.

A lista final dos inscritos nos cursos será divulgada no próximo dia 17 (sexta-feira) e as aulas iniciarão no dia 20 (segunda-feira), com duração de aproximadamente 3 meses.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.