Criciúma vive dilema com Moacir Júnior antes de encarar Sampaio Correia

A campanha irregular do Criciúma na Série B colocou o técnico Moacir Júnior na berlinda. Após seis jogos e um aproveitamento de 33,3%, com duas vitórias e quatro derrotas, a diretoria do Tigre se pronunciou e reafirmou a confiança no comandante. No momento, a comissão será mantida porque o departamento de futebol enxerga o trabalho feito como possível de melhora

A gente queria confirmar que vamos dar sequência ao trabalho. Acho importante ter convicção, achamos que é importante dar sequência. Não tem prazo de validade, o prazo são as nossas convicções. Acreditamos que a comissão está com uma dedicação acima do normal, houve muitas transformações, mas não vai faltar atitude ou convicção e nesse momento achamos que temos que dar continuidade – falou o gerente de futebol Marcos Moura Teixeira.

Segundo Teixeira, no entanto, não existe um prazo de validade para a decisão. Se por ventura a diretoria acreditar que o momento é de troca, não se eximirá da atitude.

– Não existe prazo para nada, o prazo é o acompanhamento do trabalho, a certeza de que o trabalho vá encaixar. Ninguém está satisfeito com o resultado. O trabalho é muito bom, com dedicação, muitas mudanças e precisamos ter cuidado para não tomar uma atitude sem convicção. O prazo não existe, pode ser hoje, amanhã, mas por enquanto estamos convictos nessa sequência.

O Criciúma tenta correr contra o tempo para se recuperar na Série B. Na 14ª colocação, o Tigre tem dois jogos fora de casa em sequência. Primeiro na sexta-feira, contra o Sampaio Corrêa. Na terça, é a vez do Luverdense.

890-5864_3

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.