Corregedor-geral visita comarca de Parnarama e recebe apoio de advogados sobre trabalho da comarca

Na última sexta-feira (7), o corregedor-geral da Justiça, desembargador Marcelo Carvalho Silva, visitou o Fórum da comarca de Parnarama, onde reuniu-se com a juíza titular Sheila Silva Cunha, servidores e advogados. O corregedor-geral declarou total apoio e garantia de segurança à magistrada no exercício da função jurisdicional.

Além da juíza Sheila Cunha e servidores, o corregedor-geral reuniu-se com os advogados Ronaldo Pinheiro de Moura; Wellington dos Santos Costa; Elisérgio Nunes Cardoso; Jayron Pereira; Anderson Barbosa Lima e Christyan Bruno Borges, que também manifestaram apoio ao trabalho da comarca e ressaltaram os avanços no desenvolvimento da gestão processual na comarca após a chegada da juíza Sheila Cunha e sua equipe.

O advogado Ronaldo Pinheiro de Moura ressaltou as melhorias apresentadas, tanto em relação ao trabalho administrativo quanto na tramitação processual, frisando a melhor organização da secretaria; definição e divisão de tarefas entre os servidores; atualização diária do sistema Themis PG – o que evita a necessidade de deslocamento dos advogados até a comarca, entre outros.

Os advogados militantes na comarca também destacaram a melhoria na produtividade processual, com aumento na quantidade de sentenças, despachos e decisões. “Podemos ver que hoje a realidade é outra e os processos estão tramitando mais rápido, apesar das dificuldades como insuficiência de servidores”, frisaram.

Segundo os advogados, é notória na cidade de Parnarama a melhoria dos serviços judiciais prestados na comarca em 2018, realidade que é reconhecida pelos próprios cidadãos de Parnarama, que avaliam inclusive a redução na criminalidade local. “Os advogados sentiam dificuldade em trabalhar na comarca, o que hoje é uma outra realidade e esperamos que o Tribunal garanta o aparato e as condições para a continuidade desse trabalho”, ressaltou o advogado Jayron Pereira.

A juíza Sheila Cunha afirmou que, mesmo diante das dificuldades como insuficiência de servidores, a equipe vai continuar fazendo um trabalho sério e imparcial, no esforço para dar impulsionamento aos processos e garantir a pacificação social na cidade. “O Judiciário de Parnarama vai permanecer isento e buscando a garantia de direitos de acordo com a lei”, afirmou.

O corregedor-geral, desembargador Marcelo Carvalho Silva, informou sobre a intenção do presidente do TJ, desembargador Joaquim Figueiredo, de realizar concurso público para servidores em 2019, de acordo com a disponibilidade orçamentária; e sobre o processo de seleção para 700 estagiários remunerados para atuarem no Poder Judiciário, o que ajudará as comarcas em dificuldades. “A Mesa Diretora, comandada pelo desembargador Joaquim Figueiredo, está buscando efetuar melhorias na Justiça de 1º Grau e garantir todo o apoio ao trabalho dos magistrados, tanto na segurança institucional quanto na estrutura das unidades”, disse.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.