Começa a Copa Quilombola – Troféu Negro Cosme em Bequimão

Bequimão realiza a I Copa Quilombola de Futebol – Troféu Negro Cosme. A abertura da copa aconteceu neste domingo (1) e contou com a presença do Prefeito, Zé Martins (PMDB), que se mostrou muito contente com mais essa realização, já que o município promove os campeonatos de futebol masculino e feminino.

Logo na abertura da Copa, que teve a execução do hino municipal e os pronunciamentos dos Secretários, Kell Pereira (Esporte) e Dinha Pinheiro (Igualdade Racial), além dos representantes do Estado, Eduardo Filho (Assessor da SEIR) e Iracema de Jesus (Assessora da SEIR), com finalização do prefeito Zé Martins. Logo em seguida foram realizados dois jogos no Estádio Vivaldo Lemos Paixão (Vivaldão). Na preliminar, o time da comunidade Juraraitá não tomou conhecimento da vizinha Suassuí e venceu por 2×0. Na partida de volta, Juraraitá que fará o jogo em seu campo, pode até perder por 1×0, que mesmo assim garantirá vaga na segunda fase do torneio. Já no clássico da BR, Santa Rita e Ramal de Quindiua não saíram do 0x0. No jogo de volta, quem vencer avança no torneio.

A Copa Quilombola é uma realização do governo do estado, em parceria com a prefeitura de Bequimão. Além de Bequimão, os municípios de Alcântara, Matinha, Anajatuba, Icatu, Bacurituba, Cajapió, Itapecuru, Santa Rita, Santa Helena, Serrano Do Maranhão e Monção, também estão realizando esse evento futebolístico. Com organização da Secretaria de Estado de Igualdade Racial (Seir), a copa visa integrar as comunidades quilombolas do Maranhão.

Bequimão participa da competição com 11 equipes, mas alguns municípios tem 12, com exceção de Serrano e Icatu, que terão 16 equipes cada uma composta por 18 atletas, com uniformes ofertados pela organização do torneio.

REGULAMENTO DA COPA

Cada município vai classificar um time para disputar o troféu estadual. O período de classificação nos municípios vai até 12 de Dezembro. A fase final acontecerá em São Luis de 15 a 20 de Dezembro. O campeonato tem 168 equipes participantes e serão 287 jogos na fase de classificação e 16 na fase final, totalizando 303 partidas. A expectativa é envolver 4.536 atletas e dirigentes em todo Estado.

Para participar, os atletas devem morar em quilombos das cidades que sediarão o evento. Para o prefeito Zé Martins, o esporte envolve todas as classes e principalmente na zona Rural. “A realização dessa Copa Quilombola é feita na perspectiva de valorizar e integrar o povo negro das comunidades nos diversos municípios que sediarão o torneio. O esporte aproxima as pessoas, resgata valores, fortalece vínculos e eleva a autoestima de qualquer povo”, destacou o prefeito.

 

O assessor institucional da Seir (Secretaria de Estado da Igualdade Racial), Eduardo Filho, disse que o foco é a inclusão e a construção da cidadania por meio do esporte, promovendo valores como a boa convivência, a cooperação e o companheirismo. “O esporte promove a integração social, contribuindo na formação da cidadania e na inclusão social”, finalizou Eduardo.

Para a secretária Municipal de Cultura e Igualdade Racial, Dinha Pinheiro, o evento traz nova visão aos atletas e principalmente aos Quilombos. “Estamos trabalhando para realizar um grande evento e este mês, entramos também na semana do bebê Quilombola, e isso nos deu mais entusiasmo”, destacou a secretária.

unnamedunnamed (1)Com um bom público presente, o estádio Vivaldão viu sua primeira Copa Quilombola e com jogos bem disputados. A torcida fez a festa do começo ao fim. O prefeito Zé Martins assistiu as duas partidas no meio das torcidas.

 

CLUBES PARTÍCIPANTES DA COPA

  • Juraraitá
  • Suassuí
  • Santa Rita
  • Ramal de Quindiua
  • Pericumã
  • Rio Grande
  • Marajá
  • Sibéria
  • Conceição
  • Mafra
  • Ariquipá

 

 

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.