Chicão elogia Maranhão Vôlei, mas lamenta ‘pecados’

Maranhão Vôlei/Cemar perdeu a terceira partida consecutiva na Superliga Feminina de Vôlei, sendo que foi o primeiro tropeço diante de seu torcedor, que lotou as dependências do Ginásio Castelinho. Em boa parte da partida, a equipe maranhense demonstrou em quadra que era possível vencer a equipe do Brasília Vôlei, mas a vitória ficou no quase.

 

A equipe maranhense comandou o placar no primeiro set, mas no fim perdeu a parcial. O mesmo aconteceu no terceiro set. Em ambos os sets, o Brasília Vôlei fechou em 21 a 19. Para Chicão, técnico da equipe maranhense, estes “pecados” foram fundamentais para a derrota em casa apesar da boa atuação.

 

“A equipe pecou no final do primeiro e do terceiro set. A equipe não jogou mal, jogou bem. Só que a equipe do Brasília é experiente e, qualquer errinho bobo, principalmente no final do set, complica para você. A equipe é mais nova e precisa pegar padrão e ritmo de jogo. A equipe jogou dominando o jogo todo até o 15º e 16º pontos do primeiro e do terceiro set. Cometemos estes erros de deixá-las virar no placar. Infelizmente, não deu para hoje. Tanto que a equipe, quando passou a dominar, ganhou o segundo set tranquilo”, comentou.

 

Técnico do Maranhão Vôlei comemora ponto de Fran. (Foto: Paulo de Tarso Jr./Imirante)

 

Mas a equipe do Maranhão Vôlei/Cemar não terá muito tempo para lamentar os erros nos momentos decisivos. Isso porque o time maranhense fará, na sequência, duas partidas fora de casa. Nesta sexta-feira (25), as comandadas de Chicão enfrentam o Uniara/Afav (SP), em Araraquara, e, na próxima terça-feira (29), o duelo será contra o Barueri (SP).

 

“Agora, esse tipo de erro vamos ter que corrigir, ainda mais que vamos pegar dois jogos difíceis fora de casa. Temos que trabalhar, levantar a cabeça. O campeonato é difícil. É trabalhar para recuperar esta derrota”, finalizou

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.