Caema capacita profissionais em tratamento de efluentes

Encerrou, na última semana, mais um treinamento de capacitação em tratamento de efluentes promovido pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) aos operadores e químicos da empresa. O treinamento foi ministrado pelo engenheiro ambiental e sanitarista Alber Gondin, da empresa ACS Ambiental do Estado do Ceará, com duração de 40 horas/aula com dimensões teóricas e práticas, afim de garantir a qualidade dos serviços prestados por quem atua na instalação e manutenção das estações de tratamentos compactos.

O primeiro dia de treinamento contou com conteúdo programático teórico e inovador, que abordou novas tecnologias aeróbicas, anaeróbicas e de desinfecção, bem como a utilização de alguns produtos químicos no tratamento de efluentes para que seja possível o reuso da água em atividades que não necessitam de potabilidade significativa. Nos três dias seguintes, o conhecimento adquirido previamente foi posto em prática nas subestações de tratamento compactos da Caema.

Alguns problemas pontuais foram resolvidos e explicações do que foi visto em sala de aula se intercalaram com a execução de atividades na finalidade de que os colaboradores compreendam melhor os processos operacionais envolvidos na função, e aumente a eficiência do sistema.

De acordo com Alber Gondim, a tecnologia utilizada atualmente pela Caema no tratamento de efluentes já é considerada como de ponta e a capacitação foi necessária para tirar dúvidas em relação ao sistema compacto de tratamento.

“Foram 3 dias de aulas práticas nas unidades da própria empresa para desenvolver as habilidades dos colaboradores em relação ao sistema. No final, voltamos à sala de aula para um apanhado do que vimos em campo e ressaltamos as oportunidades e a elaboração do plano de ação, para que as estações deem, de fato, a eficiência permitida pela tecnologia implantada”, declarou o sanitarista.

Afonso Alencar, coordenador de tratamento de esgoto da Caema, destacou que o treinamento foi mais uma oportunidade de qualificar os operadores da capital e do interior do Estado.

“Recentemente, passamos por um outro treinamento com o conteúdo mais diversificado, mas percebeu-se que haviam muitas dificuldades, especificamente na área operacional das estações compactas, então solicitamos esse curso de capacitação e fomos atendidos”, disse Afonso.

“Essa ação só vai trazer ganhos para a empresa, tanto relacionados a produtividade, quanto no proveito de nossos equipamentos”, completou o coordenador.

A ETE Compacta é a estação de tratamento ideal para condomínios e estabelecimentos comerciais e, também, para locais não atendidos pela rede pública. Traz grandes vantagens ambientais, pois além de permitir o reuso da água na descarga, lavagem de piso e de veículos, e outras atividades que não necessitam da água potável, viabiliza o tratamento de esgoto em pouco espaço e traz grande economia de recursos, inclusive de energia, pela instalação e manutenção simples.

No encerramento, os funcionários que participaram dos 5 dias de treinamento receberam certificado. O presidente da Companhia, Carlos Rogério Araújo, esteve presente e destacou a importância da ação.

“O tratamento de esgoto é de grande importância para o desenvolvimento social e preservação do meio ambiente, já que, caso não receba tratamento adequado, os rios e fontes de água serão poluídos e consequentemente a população em geral sofrerá o impacto”, explicou Carlos Rogério.

“Tendo em conta que as ETEs são os canais pelos quais estas demandas são recebidas, é indispensável que nossos operadores estejam muito bem preparados para viabilizar todo o processo, então este é um investimento que não traz somente mais aprendizagem para o corpo funcional da empresa, como nos ajuda a cumprir a missão de ofertar um excelente serviço de saneamento aos nossos clientes”, concluiu o presidente.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.