Bragantino elimina sonho boliviano de subir para a serie A

O Bragantino derrotou o Sampaio Corrêa por 3 a 0, neste sábado, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP), em um “jogo de seis pontos” na disputa pelo G4, a zona de acesso, e válido pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Os dois times estão com os mesmos 57 pontos, mas o clube paulista leva vantagem no número de vitórias: 18 a 15. Ambos, porém, continuam atrás do Santa Cruz, quarto colocado com 61 pontos, que foi até o Rio e venceu o líder Botafogo também por 3 a 0.

O Sampaio Corrêa teve a chance de escalar a mesma formação que venceu o Atlético Goianiense por 2 a 0, na rodada anterior. O Bragantino também não mudou em relação ao time que perdeu para o Ceará por 3 a 0, na terça-feira passada, em Fortaleza.

Com a grande presença de sua torcida e sob forte calor, o Bragantino fez do estádio um caldeirão. Tentou, com isso, fazer a pressão inicial. Quase abriu o placar aos cinco minutos em um chute forte de Jocinei, que o goleiro Rodrigo mandou para escanteio. Aos 17, Chico chutou sozinho, mas para fora. A melhor chance aconteceu aos 23, quando Alan Mineiro fez o levantamento e Thiago Santos desviou de cabeça. A bola, caprichosa, tocou na trave e correu pela linha de gol. Mas não entrou.

Embora pressionado, o Sampaio Corrêa tentava puxar os contra-ataques, principalmente pelo lado direito com Edgar. Usando bem sua velocidade, o time visitante ameaçou em dois lances ao exigir boas defesas do goleiro Douglas, garantindo o 0 a 0. O Bragantino ainda criou outras chances importantes, mas desperdiçou pela falta de pontaria dos seus atacantes.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Wagner Lopes falou o que seu time precisava para chegar aos gols: “Mais calma na troca de passes, principalmente caprichando no último passe para chegarmos em boas condições de finalização”. Aos oito minutos abriu o placar. Rodolfo tentou dominar dentro da área, mas a bola subiu e ele bateu de primeira. Um belo gol.

Quase em um ato reflexo, o técnico Léo Condé fez duas trocas no Sampaio Corrêa. Colocou Pimentinha e Henrique, respectivamente, nas vagas de Edgar e Válber. Mas ao “abrir o jogo”, deixou espaços para os contra-ataques do Bragantino, que soube aproveitar. Aos 34 minutos, a defesa visitante se atrapalhou e o meia Alan Mineiro não perdoou, acertando um chute no ângulo. Em seguida, aos 38, saiu o terceiro gol. Gilberto cobrou falta com força, o goleiro rebateu e Jobinho entrou em velocidade para completar.

O Bragantino ainda vai disputar dois jogos na competição. Na penúltima rodada, pega o Paraná, no próximo sábado, às 17h30, no estádio Durival de Britto, em Curitiba. Depois fecha a temporada, no próximo dia 28, também às 17h30, diante do Náutico, em Bragança Paulista. O Sampaio Corrêa vai até Maceió para tentar segurar o CRB, no próximo sábado, às 17h30 (de Brasília). Na última rodada vai atuar diante de sua torcida contra o Paraná, no dia 28, às 17h:30 (de Brasília), no estádio Castelão, em São Luis.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO 3 x 0 SAMPAIO CORRÊA

BRAGANTINO – Douglas; Alemão, Gilberto, Éder Lima e Moisés; Renan, Jocinei (Bruno Formigoni), Alan Mineiro e Chico (Erick); Rodolfo (Jobinho) e Thiago Santos. Técnico: Wagner Lopes.

SAMPAIO CORRÊA – Rodrigo Viana; Daniel Damião, Plínio, Luiz Otávio e Raí; Léo Salino, Diones, Nadson (Charles) e Válber (Henrique); Edgar (Pimentinha) e Douglas. Técnico: Léo Condé.

GOLS – Rodolfo, aos 8, Alan Mineiro, aos 34, e Jobinho, aos 38 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Leandro Silva, Rodolfo e Renan (Bragantino); Luiz Otávio e Rodrigo Viana (Sampaio Corrêa).

CARTÃO VERMELHO – Plínio (Sampaio Corrêa).

ÁRBITRO – Elmo Alves Resende Cunha (GO).

RENDA – R$ 69.530,00.

PÚBLICO – 13.057 pagantes.

LOCAL – Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.