AUTOMAÇÃO EM ÔNIBUS É TENDÊNCIA NACIONAL E DIMINUIU ASSALTOS NO CE

A imprensa cearense tem divulgado amplamente reportagens que mostram que, nos três primeiros meses de 2019 foram registrados os menores índices históricos de assaltos a ônibus em Fortaleza. Esse resultado foi o menor dos últimos 15 anos.

 Para o Secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, André Costa, essa queda de violência que beneficia os usuários de transportes coletivos se deve a estratégias conjuntas realizadas pelo órgão e pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), sendo a principal delas a recente automação da frota de ônibus, que não possui mais o cobrador embarcado, e usa com sucesso a bilhetagem eletrônica e o Bilhete Único como alternativa.

 “Tirar o dinheiro de dentro dos ônibus é uma ação fundamental para a segurança. Precisamos chegar a 100%, eliminar por completo o dinheiro de dentro dos ônibus”, afirmou o secretário cearense André Costa.

 Essa ação, executada de forma gradativa e planejada pelo Sindiônibus em Fortaleza, só trouxe benefícios para os usuários do transporte coletivo, que com o uso do Bilhete Único contam com mais agilidade, economia e integração entre ônibus por 2 horas e acima de tudo, mais segurança e maior tranquilidade.

Quanto aos cobradores, cuja função está entre as profissões que mundialmente estão desaparecendo devido à automação e uso da tecnologia, o Sindicato ofertou oportunidades de cursos para capacitar os cobradores em outras atividades, incentivando principalmente a transição de carreira de cobrador para motorista. Os cursos foram gratuitos e todos que quiseram migrar de função tiveram a opção de serem capacitados.

 O Presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, declarou em recente entrevista à NTU que na era da inovação e da tecnologia, automatizar processos é algo irreversível, e a automação não deve ser vista com pessimismo, mas como sinônimo de evolução e novas oportunidades:

 “Não há tempo para o conservadorismo conter essa onda. Novos negócios terão uma relação de parceria mais forte entre empregados e empregadores, e a história recente mostra que cada emprego suplantado pela tecnologia dá lugar a muitas outras formas de trabalho. Muitas funções laborais já desapareceram, ainda assim, surgiu trabalho para uma população que saltou de 2 para 7 bilhões em menos de um século. As pessoas passam a ter mais valor nessas novas profissões. Como aponta o livro Abundância, a tecnologia proporcionará meios para enfrentar a miséria e nivelar as oportunidades”, afirma Barreira.

 Outra capital nordestina que enfrenta o mesmo drama do alto índice dos assaltos a usuários de ônibus no país é Maceió (AL). Mas o Presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió (Sinturb) Guilherme Borges de Oliveira afirma que a tecnologia é uma grande aliada contra a criminalidade. Ele planeja a implantação de 100% da bilhetagem eletrônica na capital  alagoana ainda em 2019, de forma similar ao que foi feito em Fortaleza. A ação está sendo realizada em conjunto com o Ministério Público; além do apoio da Secretaria de Segurança Pública do Estado.  

 Por aqui, São Luís continua a sofrer diariamente com o alto índice de assaltos a ônibus. Por isso, muitos usuários que conhecem o modelo de outras capitais já defendem a automação e a retirada de dinheiro dentro dos ônibus.

 O SET / Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros já estuda como fazer essa implantação de forma gradativa e planejada, para que todos sejam beneficiados – cobradores com novas oportunidades de carreira em outras funções; usuários com mais tranquilidade e motoristas com mais segurança em sua jornada de trabalho, que atualmente é tensa e marcada pelo medo de não voltar vivo para a casa.  E para evitar o desemprego de cobradores, o SET está oferecendo cursos gratuitos no SEST- SENAT em outras funções.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.