Agência do Banco do Brasil de Humberto de Campos é atacada por bando criminoso

A agência do Banco do Brasil da cidade de Humberto de Campos, distante 92 km de São Luís, foi atacada por bandidos na madrugada desta quinta-feira (6), por volta das 2h30. O caixas eletrônicos foram destruídos, assim como boa parte do prédio, mas o cofre da agência não foi levado. Ninguém foi preso até o momento e mesmo com os tiros disprados pelos bandidos, não há informações de pessoas feridas. A quantia levada também não foi informada ainda.

Assim como em ataques a agências em outras cidades, a sede da 5ª Cia. da Polícia Militar foi atacada pelos bandidos. As paredes da fachada e o portão ficaram com marcas dos disparos das armas de fogo utilizadas pelos assaltantes.

As primeiras informações policiais dão conta de que o assaltantes se dividiram em três grupos. Um ficou na entrada da cidade, outro foi para frente da 5ª Cia. da PM e abriu fogo contra o quartel. O terceiro grupo foi para a agência bancária.

Humberto de Campos faz parte da região dos Lençõis Maranhenses e a agência da cidade atende também clientes de municípios vizinhos.

Fachada da 5ª Companhia, em Humberot de Campos, alvo dos ataques dos bandidos — Foto: Colaboração

Fachada da 5ª Companhia, em Humberot de Campos, alvo dos ataques dos bandidos — Foto: Colaboração

Ataques seguidos

Este arrombamento em Humberto de Campos é o ataque seguinte ao que aconteceu em outra agência do Banco do Brasil, em Bacabal, na noite do dia 25 de novembro. Lá, cerca de 30 bandidos invadiram a cidade, explodiram uma agência de distribuição e levaram algo em torno de R$ 100 milhões, como estimam pessoas ligadas à investigação.

Até o momento, foram recuperados R$ 45 milhões em uma abordagem a um caminhão-baú, em Santa Luzia do Paruá, na noite de segunda-feira (3), e ainda aproximadante R$ 3,7 milhões que estavam com moradores da cidade, que aproveitaram o ataque e foram a agência recolher o dinheiro que ficou pelo chão. Alguns foram flagrados pelos policiais e outros resolveram ir à delegacia para devolver as cédulas.

Do bando que atacou a agência em Bacabal, três morreram no dia do assalto em confronto com a polícia, outros três morreram ao reagirem a abordagem ao caminhão em Santa Luzia do Paruá, e nesta mesma ocorrência, dez foram presos, ouvidos inicialmente em Zé Doca e depois transferidos para São Luís. Neste caso de Bacabal, no dia do assalto, um morador também foi atingido por dispardos de arma de fogo e morreu. Outra vítima foi encaminhada ao hospital e se recuperou.

FONTE G1

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.