Acusados de estupro de vulnerável são condenados

Dois homens acusados de cometerem prática de estupro de vulnerável foram condenados a pedido do Ministério Público, no município de São João Batista. Paulo Silva Serra Pinto e Dennis Castelo Abreu devem cumprir, respectivamente, 10 anos, 4 meses e 6 dias e 12 anos, 10 meses e 15 dias de reclusão.

Paulo Silva Serra é acusado de praticar ato libidinoso contra duas meninas, uma de 7 e outra de 11 anos, no período do natal de 2017. O outro condenado, Dennis Castelo Abreu, manteve relações sexuais com uma menina de 11 anos, que resultou em gravidez. O réu foi vizinho da vítima durante aproximadamente quatro anos

Pelo mesmo crime, José Carlos Barbosa Pinheiro, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça até posterior decisão, na última segunda-feira (7). Ele teria praticado ato libidinoso com uma menina de 11 anos, dentro do comércio dele.

Defendeu a tese do Ministério Público do Maranhão o promotor de justiça Felipe Augusto Rotondo. Proferiu as sentenças o juiz José Ribamar Dias Júnior.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.