7º Juizado de São Luís promove mutirão de audiências em agosto

O 7º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo de São Luís realizará, no período de 11 a 22 de agosto, um grande mutirão processual com um total de 320 audiências. A iniciativa tem a finalidade de alcançar conciliação entre partes envolvidas, bem como realizar a instrução e o julgamento de processos que tramitam na unidade. A ação será coordenada pela juíza Maria José França, titular do juizado.

 

Dentre as ações da pauta, estão as relacionadas com Seguro DPVAT, cobranças de Taxa de Abertura de Crédito (TAC) e Taxa de Emissão de Carnê (TEC). Também serão priorizados os processos em que a parte autora seja idosa.

 

A juíza Maria José esclarece que o mutirão não prejudicará as demais audiências já marcadas para o período. “Para o referido mutirão foram selecionados 200 processos, o qual não suspenderá a agenda normal deste Juizado, totalizando assim, 320 audiências a serem realizadas durante o período do mutirão”, afirmou.

 

A magistrada também explica que o critério utilizado buscou dar celeridade às ações que gozam de prioridade processual. Com organização da pauta e concentração de esforços, foi possível, também, antecipar audiências estavam marcadas para o período entre setembro de 2014 a março 2015. Ainda em relação às ações de TAC e TEC, seguem para audiência processos que estavam suspensos por decisão do Superior Tribunal de Justiça, no julgamento do Recurso Especial 1.251.331 daquele órgão.

 

Para o mutirão programado, as partes já estão sendo devidamente intimadas para as audiências, devendo comparecer no 7º Juizado Cível na data e hora marcadas. A unidade funciona em frente à Universidade Ceuma, Campus I, Bairro Renascença II. Atualmente, tramitam no juizado cerca de cinco mil processos virtuais, por meio do Sistema Projudi.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.