TROMBOSE VENOSA PROFUNDA PODE SER PREVENIDA COM MEIAS DE COMPRESSÃO

A trombose venosa é uma doença que tem cerca de 180 mil novos casos no Brasil a cada ano (segundo dados da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular). Muitas vezes, causa a formação de coágulos dentro de um vaso sanguíneo, podendo limitar e até interromper o fluxo de sangue nas artérias ou nas veias, provocando a trombose venosa superficial ou profunda, acaba não tendo tratamento adequado, transformando-se em um problema maior. A prevenção feita com as meias de compressão medicinal pode reduzir o número de casos, considerando que seus produtos são referência mundial em qualidade e tecnologia, há mais de 60 anos no mercado. “Costumo recomendar para meus pacientes acamados a Thrombexin® 18 da medi Brasil, que geralmente é usada para pré, durante e pós-cirurgias, além da Struva®23, que costuma diminuir o edema, também para pré e pós-operatório. Ambas previnem coágulos sanguíneos e outros tipos de problemas causados pela trombose venosa.”, comenta Dr. Eduardo Da Matta, Cirurgião Vascular.
 
O tipo de trombose mais comum é chamado de TVP (Trombose Venosa Profunda), que aparece nas veias das pernas, coxa e região pélvica, que tem como sintoma as dores e o aparecimento de edemas (inchaço no membro). Mas, também existe a Trombose Venosa Superficial, que afeta veias superficiais (que ficam logo abaixo da pele), geralmente na virilha ou nos braços. Essa doença faz com que formem-se grandes coágulos (endurecimento do sangue) nos vasos sanguíneos, o que obstrui o fluxo sanguíneo da região que está comprometida. Para que seja diagnosticada precocemente, realizando um tratamento assertivo, é preciso procurar um médico especialista.
 
Trombose venosa x Anticoncepcionais
 
Os anticoncepcionais ou tratamentos hormonais são uns dos maiores causadores da trombose venosa, que pode provocar sintomas como dores, vermelhidão, descoloração azulada na pele, sensação de tensão e inflamação em alguns lugares como virilha, coxa, fossa poplítea (situado na parte posterior do joelho), panturrilha ou na sola do pé.
 
Alguns fatores contribuem para combater os riscos de ter trombose venosa, com a prática de atividades físicas regulares, o uso de meias de compressão para a prevenção (principalmente durante viagens), controle da pressão arterial e consultas periódicas ao médico.
 
Meias de compressão medi antiembolia para trombose venosa
 
Os produtos medi são indicados para a prevenção da trombose venosa e priorizam a qualidade para que seus usuários tenham uma vida melhor. Entre seus produtos estão:
 
Thrombexin® 18: meia de compressão para prevenção de trombose venosa, com compressão de 18 mmHg ao nível do tornozelo.
  • Firme fixação na pele graças a uma faixa em silicone;
  • Material respirável e suave;
  • Conforto para os pés.
 
Struva®23: meia de compressão para a prevenção de trombose venosa, com compressão de 23 mmHg ao nível do tornozelo.
  • Firme fixação na pele graças a uma faixa em silicone;
  • Material respirável e suave;
  • Sem látex.
 
A medi, presente em vários Países do Mundo, busca transmitir a ética e a tecnologia aplicada a seus produtos, como o sistema Clima Comfort, criado para manter a sensação de frescor na pele, regulando a temperatura conforme o clima, e o sistema Clima Fresh, que consiste em impedir a formação de possíveis odores e evita o aparecimento de bactérias. Ambos são patenteados e exclusivos da medi. Sempre buscando em seus serviços dedicação e qualidade, a medi busca fazer com que seus usuários digam todos os dias: “Eu me sinto melhor!”.
  
 
Sobre a Medi:
Desde 1951, atuando em mais de 120 Países pelo mundo, a medi é referência no mercado de meias de compressão e órteses. Seus produtos seguem rigorosos padrões de qualidade e são certificados pela ANVISA, CE e FDA.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.