Trabalho como ferramenta de ressocialização é debatido em roda de conversa de exposição

Trabalho como ferramenta de ressocialização foi debatido, na segunda-feira (17), na quarta roda de conversa da Exposição Novos Rumos. Com o tema “A importância das atividades laborais no processo de ressocialização da pessoa presa”, o momento tratou da questão das oficinas laborais, frentes de trabalho e parcerias.

Realizado pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), o momento consiste em mostrar à sociedade as ações de trabalho em prol dos apenados do Sistema Penitenciário do Maranhão.

“Hoje temos muitas importantes frentes de trabalhos e oficinas laborais que reforçam as ações de trabalho voltadas aos internos e contribuem para o retorno digno ao convívio social das pessoas presas”, disse o coordenador da Exposição Novos Rumos, Heliton Macêdo.

Entre as frentes de trabalho existentes hoje no sistema prisional do Maranhão estão, por exemplo, as reformas de escolas e serviços gerais nas obras da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), no âmbito do trabalho externo.

Em relação aos trabalhos internos estão a limpeza e conservação dos presídios, preparo de alimentos nas cozinhas da Masan instaladas nas unidades prisionais e os trabalhos nas fábricas de blocos e concreto utilizados no programa “Rua Digna”.

Ao todo são mais de 2 mil internos inseridos em ações de trabalho e 136 oficinas laborais operando nas 46 unidades prisionais do estado. O objetivo é eliminar a ociosidade dentro dos estabelecimentos penitenciários e garantir que os apenados exerçam uma ocupação.

A roda de conversa contou com as presenças da secretária adjunta de Atendimento e Humanização, kelly Carvalho, de representantes da Caema, do programa Começar de Novo, ligado ao Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) e servidores da Seap.

“O momento resultou em novas possibilidades de parcerias da Caema para potencializar os trabalhos realizados na fábrica de blocos e, também, na malharia”, afirmou a secretária adjunta de Atendimento e Humanização, Kelly Carvalho.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.