Sobe para 42 número de pacotes sem identificação encontrados em praias do Piauí

Subiu para 42 o número de pacotes sem identificação encontrados no litoral piauiense. Os volumes estão sendo recolhidos pelas prefeituras e, na manhã desta terça-feira (30), o Instituto Tartarugas do Delta contabilizou mais duas aparições em Luís Correia e seis na região da Ilha das Canárias no Delta do Rio Parnaíba. O Instituto ajuda na operação de recolhimento.

Os pacotes são levados para análise no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) em Parnaíba. Posteriormente, eles serão encaminhados para a sede do órgão em Brasília. O delegado Carlos Alberto, da Polícia Federal em Parnaíba, informou ao G1 que a PF ainda não foi acionada para investigar a origem dos pacotes.

Os locais onde as caixas foram encontradas são: 13 Ilha Grande do Piauí, oito nas Ilha das Canárias, nove na Pedra do Sal, 11 em Luís Correia e um em Barra Grande.

Prefeitura de Luís Correia recolheu material para análise — Foto: Arquivo Pessoal/Instituto Tartarugas do Delta

Prefeitura de Luís Correia recolheu material para análise — Foto: Arquivo Pessoal/Instituto Tartarugas do Delta

De acordo com a bióloga Verlanne Magalhães, a recomendação do Ibama é de que os pacotes sejam retirados das praias para passar por avaliação, para confirmar se é do mesmo material encontrado em Alagoas, que seria derivado do petróleo para produção de pneus.

Os pacotes foram encontrados em diversas praias do Nordeste. Em Alagoas, onde análises apontaram que se trata de material sintético derivado de petróleo, foram encontrados 75 volumes, em 13 municípios. Também foram coletados três deles na Paraíba e três em Pernambuco. O material será avaliado por uma perícia técnica da Polícia Federal.

FONTE G1

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.